Agronegócio

Asplana afirma que sem-terra estão contemplados em proposta de arrendamento da Guaxuma


Fonte: Assessoria

08/11/2017 10h45

O presidenta da Asplana, Edgar Filho, declarou que as famílias sem-terra acampadas em áreas da usina Guaxuma estão contempladas na proposta de arrendamento apresentada, mês passado, pela entidade e pelas Cooperativas Pindorama e Cooperativa de Plantadores de Cana da Região Sul (Cooplansul) a Justiça.

“Fizemos este projeto pensando nestas famílias que estão ocupando a área, propondo a disponibilidade de 1.500 hectares para que elas possam permanecer na área”, afirmou Edgar Filho.

A proposta apresentada pelas três entidades, se aprovada, pretende arrendar uma área de 10,5 mil hectares (h), sendo 3,5 mil hectares para cada um dos integrantes do consórcio. O valor do arrendamento proposto é de dez toneladas por hectare e mais 4,6% do faturamento global da indústria.

De acordo com estimativa das entidades, serão necessários até quatro anos para fazer o plantio de toda a área. A retomada das atividades da Guaxuma, que tem uma capacidade de produção, por safra, de 1,8 milhão de toneladas de cana, representa a volta de dois mil empregos diretos, movimentando a economia dos municípios de Coruripe e Teotonio Vilela.



Compartilhe