Agronegócio

Fábrica de secagem de levedura da Pindorama inicia operação


Fonte: Assessoria

04/01/2018 09h48

Após o sucesso da fase de testes, a Cooperativa Pindorama deu início nesta quarta-feira, 3, às atividades de sua fábrica de secagem de  leveduras. A nova fábrica, que está situada na Usina Pindorama, recebe  leveduras vivas eliminadas do processo de produção do álcool da cana-de-açúcar e a  transforma em pó com destino  a indústria de ração animal.

 A estimativa do setor de gerência industrial é produzir, já no primeiro dia de operação da secagem do creme de levedura, cerca de 6 mil toneladas da biomassa, equivalente a 33 metros cúbicos de levedura em pó. “A levedura  é uma riqueza nas sobras da usina que hoje segue recebendo uma atenção importante em pesquisas para sua utilização como fonte de nutrição. O que antes era uma perda hoje é possível reverter em subprodutos”,  avalia o presidente da Pindorama, Klécio Santos.

Num cenário otimista de diversificação das atividades, a Cooperativa tem o objetivo de captar o creme de levedura de unidades produtoras de álcool do estado.  Nesta quinta-feira,3, os dirigentes têm audiência marcada com gestores de três usinas para analisar parcerias no fornecimento de levedura.

“Num comparativo com as demais atividades da industrialização de produtos em Pindorama, temos uma atividade de baixo custo e com possibilidade real de mercado. Nossa fábrica é totalmente integrada à destilaria e obteve um bom índice de satisfação em seus testes, portanto já entra em operação permanente.”, pontuou Klécio.

A primeira remessa de levedura em pó produzida em Pindorama deve ser  armazenada já nas próximas 24 horas em Pindorama. O montante será embalado e armazenado no estoque de vendas para o comércio de nutrição e suplementação animal.



Compartilhe