Agronegócio

13º Vaquejada e Trabalho viabiliza cobertura de garanhão


Fonte: Assessoria

27/03/2018 16h02

No universo da raça quarto de milha, a genética nobre dos garanhões fundadores da linhagem vaquejada vista em craques do passado, como  Apolo VM e Dash for Cash, ainda reinam nas pistas de competição.   Feito uma verdadeira legião espalhada pelos criatórios, filhos, netos e irmãos diretos de grandes craques formam gerações campeãs do QM de vaquejada e somam um valor agregado ao plantelpor expandir o patrimônio genético e aprimoramento.

“Apesar de conceder espaço aos equinos revelação  no mercado, com genética atualizada, o legado de cavalos fundadores da linhagem da modalidade ainda é decisivo por ser comprovado. Isso é possível ver no desempenho em pista, velocidade, lida com o gado e habilidade em pista”,  conta o criador alagoano Celso Pontes de Miranda, do Haras CPMF.

Praticamente obrigatória nas baias, segundo o criador Celso, as genéticas de cavalos e éguas  precursores do QM,  ainda são bastantes procuradas devido ao legado positivo  e feitos reconhecidos por entidades  oficiais.  “A genética de campões e equinos desaparecidos há anos, ainda continuam dando resultado e sendo multiplicada. Esse trabalho é importante por preservar a marca da vaquejada e as características próprias que o cavalo precisa ter”,  explica o  criador.

Um bom exemplo de preservação genética de vaquejada acontece com o garanhão do Apolo Streak Cash de propriedade de CPMF.  Filho direto da lenda do QM Apolo VM - um dos maiores produtores de vaquejada e pai de campeões nacionais - Apolo Streak Cash herdou o dom da derrubar bois na faixa e já possui filhos pontuados nas competições. “A genética é quase infalível na vaquejada. Esse garanhão é uma realidade no mercado da vaquejada com filhoS já introduzidos ao esporte, se destacando como animais versátis para vaqueja e prova de tambor”, alega CPMF.

Vindo de uma das famílias mais nobres  do QM no Brasil, com Dash For Cash na linha materna, o craque a reprodução Apolo Streak Cash será consagrado com vendas de cobertura   durante o 13º Leilão Vaquejada e Trabalho no próximo dia 19 de maio.  O garanhão nascido em 2002, de pelagem castanho, terá oferta de material genético  limitado para quem deseja multiplicar a genética de  tradição no esporte. "Apenas 10 coberturas serão disponibilizadas", avisa o quartista CPMF.

A edição deste ano do Leilão Vaquejada e Trabalho coloca à disposição o time de craques de vaquejada e três tambores dos Haras CMPF  e Porto Rico, com a oferta de 46 lotes. O remate traz o melhor de suas produções com animais com idade entre um ano e meio à dois anos, sendo potros e potras de geração e matrizes pratas da casa.

SERVIÇO

13º Vaquejada e Trabalho

Data: 19/05/2017

Local:  Parque da Pecuária

Hora: 16h

Promoção: Celso Pontes de Miranda, Marla Tenório e Flávio Loureiro

Informações: Agreste Leilões (82) 3036-7070.



Compartilhe