Agronegócio

Valor do leite faz avanço técnico na produção leiteira da CPLA


Fonte: Assessoria

29/03/2018 13h30

Em quedas sucessivas desde o primeiro semestre do ano passado, com variação entre R$0,90 e R$ 1,10 pelo litro de leite pago ao produtor no mercado spot no país, o fantasma da baixa nos preço  já não assombra tanto os pequenos produtores da Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA) inseridos no Programa do Leite.

Praticando o melhor preço do mercado, o Programa  coleta o litro de leite a R$ 1,28 ,  valor que representa garantia na produção e extermina a figura de atravessadores que precarizam a atividade. No  universo da CPLA, os benefícios trazidos na esteira do programa ultrapassam a seguridade dos pagamentos. “A cada litro pago,  há um valor agregado em prestações de serviços de cunho estruturante que só o produtor da CPLA  goza sem nenhum desconto ou taxa de cobrança”, aponta o presidente da cooperativa Aldemar Monteiro.

Diferente da realidade da maioria das entidades que organizam a produção leiteira em todo Brasil sob recolhimento de taxas e impostos,  os produtores da CPLA são livres de encargos  sobre o preço do leite na prestação de serviço de logística, manutenção dos tanques de armazenamento e assistência técnica.

“O valor agregado se encontra no papel social que cooperativa exerce em organizar a produção e ainda fomentar a produção de qualidade com serviços de controle de qualidade e acompanhamento técnico totalmente gratuito. Tudo isso a CPLA viabiliza oferta sem comprometer os recursos”, informou o diretor.

Na prática, participando do Programa do Leite integrado ao quadro da CPLA, o produtor tem acesso, de forma 100% gratuita, à compras coletivas de ração, aquisição de alevinos e reprodução animal por doses de sêmen, além de formações técnicas sobre manejo e qualidade do leite.

“Não há nenhum caso, em cooperativa, no país, em que o produtor é amparado nesse sistema. Isso tem dado respaldo ao agricultor familiar a continuar permanente com leite sem ficar à mercê  da sazonalidade do mercado”,  informou Aldemar.

 Informações da cooperativa dão conta de que nas regiões onde se encontra o produtor da CPLA já é notória a valorização do leite no mercado comum em face ao Programa do Leite.



Compartilhe