Agronegócio

Presidente da Faeal destaca importância da biomassa para a agricultura


Fonte: Assessoria

23/05/2018 15h06

Com o tema ‘Perspectivas com o Programa Nacional de Biocombustíveis - RenovaBio’, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária no Estado de Alagoas (Faeal), Álvaro Almeida, participou da solenidade de abertura do Seminário Biomassa Energética e Sustentabilidade, promovido pela Embrapa em parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura. O evento foi realizado nesta terça-feira, 22, no auditório da Faeal.

“Este seminário traz uma gama de conhecimento que é de suma importância para o segmento da agricultura, contando com um público seleto de técnicos da área. É um encontro onde todos saem ganhando. Estamos muito recompensados em viver este momento aqui na Faeal”, afirmou Álvaro Almeida, destacando a participação de lideranças de entidades do segmento canavieiro e de pesquisa do Estado de Alagoas.

Na oportunidade, foram debatidos nas 13 palestras que fizeram parte do encontro temas como: “Potencial Produtivo e Características da Cana para Fins Energéticos e Soluções para Transformar Biomassa em Bioenergia”; “Biomassa como Fonte de Energia Renovável” e “Potencial Produtivo e Atributos de Qualidade Energética do capim-elefante”, entre outros.

O evento, que contou com a presença de representantes de indústrias de biocombustíveis, instituições de fomento à pesquisa e organizações governamentais e não governamentais, além de produtores rurais, professores e estudantes da Ufal, teve a finalidade de apresentar os resultados e identificar oportunidades para o uso da biomassa na geração de energia.

“Este seminário foi uma grande oportunidade de conhecimento dessa política do RenovaBio, para entendimento de suas contribuições para o setor sucroenergético e nas ferramentas a serem utilizadas na comprovação do seu desempenho ambiental na produção de biocombustível”, afirmou Marcelo Fernandes, coordenador da Embrapa Tabuleiros Costeiros.

De acordo com Antonio Santiago, secretário de Estado da Agricultura de Alagoas, o encontro serviu para apresentar possibilidade do aproveitamento da biomassa para a matriz energética. “Não apenas para Alagoas, mas também do Brasil, além de ter sido aprofundado o debate sobre o RenovaBio que trata justamente de disciplinar toda a política nacional de biocombustível envolvendo a parte econômica e ambiental”, afirmou.

 



Compartilhe