Agronegócio

Asplana busca políticas públicas de incentivo a produção de etanol


Fonte: Assessoria

25/05/2018 15h31

Com a expectativa de promover a renovação dos canaviais para a produção mais efetiva de etanol, o programa RenovaBio chega para a renovar as esperanças do setor sucroenergético. Em Alagoas, representando os fornecedores de cana do Estado, o presidente da Asplana, Edgar Filho, destaca a importância do programa que vai incentivas a agroindústria canavieira.

“Com o RenovaBio a perspectiva é reduzir a emissão da taxa de carbono na atmosfera. E, neste sentido, o etanol surge como o caminho mais rápido e eficaz para chegar a este objetivo. Afinal, é uma energia limpa e renovável e com o aumento do consumo do etanol, haverá uma consequente renovação dos canaviais para abastecer a demanda do mercado”, afirmou o presidente da Asplana.

De acordo com Edgar Filho, além do RenovaBio, outras ações que também dependem de aprovações governamentais podem também gerar frutos positivos para o setor sucroenergético, a exemplo da redução de ICMS e a liberação para a venda direta do biocombustível das usinas para os postos.

“São duas frentes que estamos trabalhando. A redução do imposto junto ao governo estadual para que nós possamos ficar mais competitivos a exemplo de Pernambuco e a venda direta que vai promover a diminuição do valor do etanol para o consumidor final que pode ter uma queda de até 20% no preço do litro do biocombustível”, declarou o representante dos fornecedores de cana do Estado de Alagoas, lembrando que a implantação de todas estas políticas vai gerar uma safra de cana mais alcooleira e menos açucareira em Alagoas.



Compartilhe