Agronegócio

Sistema de recria de animais pode cortar custos da cadeia produtiva de leite


Fonte: Bccom Assessoria

25/06/2018 15h37

Em contato com os principais fornecedores, produtores e indústrias de derivados lácteos do país, durante a Mega Leite 2018, realizada na última semana, de 20 a 23 de junho, em Belo Horizonte/MG, o diretor da Cooperativa Pindorama Klécio Santos trouxe boas ideias para impulsionar a cadeia leiteira da região sul de Alagoas.

Segundo Klécio, uma das  experiências analisadas no Mega Leite foi o fortalecimento da relação indústria-fornecedor com o sistema de recria de fêmeas leiteiras, financiadas pela indústria que recebe a matéria-prima. O modelo foi adotado pelo programa de Recria da  Embaré, indústria que absorve 1,5 milhão de litro  por dia.

 “Na atividade identificamos uma grande dificuldade quando o pequeno produtor precisa fazer sua própria recria.Os gastos aumentam e a receita aperta. Essa recria “terceirizada” pode agregar em valor genético para nosso rebanho”, disse Klécio.

A ideia é que em uma fazenda de recria sejam recebidas bezerras a partir de 150 quilos cuja devolução ao produtor seja realizada com a fêmea inseminada por touros provados ou embriões FIV. O modelo poderá ser empregado na Cooperativa Pindorama com objetivo de cortar custos ao produtor e abrir maior número de vacas em produção.

 “Vejo essa relação de parceria como decisiva para alavancar a produção de leite em nossa região visto que o processo é totalmente subsidiado, gera adicional genético e garante uma produção de qualidade. Estaremos  estudando a melhor estratégia para aplicar em nossa cooperativa”, conta o presidente da Pindorama.

Representantes do setor de atividade leiteira da Embaré virão à Alagoas para compartilhar, à convite do Sebrae/AL, seus projetos de incentivo a produção leiteira.

Evento

A Cooperativa Pindorama foi uma das convidadas da missão técnica do Projeto Crescer no Campo Leite e Derivados, do Sebrae/AL, que reuniu uma comitiva de produtores alagoanos com objetivo de atualizar seus conhecimentos nas raças leiteiras, evolução genética do rebanho nacional e ampliar a rede de negócios  com a aquisição de animais e equipamentos.

Na oportunidade, os alagoanos também visitaram à Fazenda Cabo Verde, no município de Bom Sucesso/MG. A Mega Leite é considerada a maior vitrine da produção leiteira nacional, reunindo leilões, palestras, cursos, exposição de animais, concurso leiteiro e julgamentos.



Compartilhe