Agronegócio

Produtores, beneficiários e secretaria de Agricultura juntos pelo Programa do Leite


Fonte: Bccom Assessoria

01/08/2018 15h19

Preocupados com o destino do Programa do Leite em Alagoas, produtores e beneficiários vão se reunir com o secretário de Estado da Agricultura, Antônio Santiago, na  segunda-feira (6) a partir das 10h  para reivindicar a continuidade do programa em Alagoas. O programa, conforme a Secretaria de Agricultura confirmou na última segunda-feira (30), só possui recursos disponíveis para  pagamento aos produtores até a próxima quarta-feira (8).

Temendo a paralisação do Programa, o grupo irá apelar para  que o governador Renan Filho autorize a utilização de recursos do Fecoep como antecipação da contrapartida do estado, um valor  aproximadamente referente a R$ 9 milhões. “Nosso apelo é direto ao governo Renan Filho para que nos ajude, assim como já vem fazendo, liberando recursos para assegurar o programa pelo menos até novembro. Sem esse Programa a nossa cooperativa vai fechar as portas e os nossos produtores vão vender leite a preços absurdos”, conta a líder da  cooperativa Aagra, Maria de Souza. A Agra possui  300 produtores inscritos no Programa.

Segundo o presidente da Federação das Associações de Moradores e Entidades Comunitárias de Alagoas (Famecal, Patrucio dos Santos, as associações  querem discutir alternativas que evite o corte de recursos e, proporcionalmente, provoque a redução no volume de leite e  famílias beneficiadas.

“São milhares de famílias, com pessoas criadas à base do leite  do programa. Ele (o leite) é sagrado. Só nós sabemos o quanto ele importante para segurança alimentar de um idoso, crianças e gestantes, por exemplo. O programa não pode parar”,  pontuou o líde Petrúcio.

O programa do Leite funciona por meio de convênio com recursos do governo federal e uma contrapartida do governo do estado. Há 16 anos distribuindo leite gratuitamente, o programa  já injetou mais de R$ 200 milhões na economia do estado.

O apelo coletivo é para que o governador Renan Filho libere a contrapartida  do estado para manutenção dos pagamentos aos pequenos produtores, enquanto o pleito para liberação dos recursos federai  seja debatido em Brasília/DF no fim do período eleitoral e junto a bancada federal.

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria


Compartilhe