Agronegócio

36ª Expo Bacia Leiteira divulga programação e promete impulsionar setor


Fonte: Bccom Assessoria

10/08/2018 14h31

Em 2017, a Expo Bacia Leiteira foi  na contramão da diminuição do número de exposições de animais e feiras agropecuárias devido recessão econômica no Brasil e retornou ao calendário de exposições de Alagoas em grande estilo, repleta de conteúdo técnico e programação focada na genética de leite. Esse ano, a exposição já está com tudo pronto para receber, na estrutura do Parque Mair Amaral, de 13 a 16 de setembro, mais de 400 animais e um público superior a 30 mil pessoas.

Maior e melhor, a Expo Bacia Leiteira  teve suas atividades divulgadas numa cerimônia no Parque Mair Amaral, nessa quarta-feira (08). Na lista da comissão organizadora, uma programação  diversificada para atender a agricultura familiar, médios e grandes produtos dos 28 municípios que compõem a bacia leiteira. Serão realizadas palestras, curso de inseminação artificial, feira da agricultura familiar, exposição e julgamento da raças gir leiteiro e girolando, além de torneios leiteiros  em quatro categorias com premiação de R$ 10 mil.

O sucesso do retorno da exposição no ano passado, após pausa de seis anos, segundo o vice-prefeito de Batalha, Hildebrando Balbino, já segue atraindo pecuarista de todo Nordeste. São aguardadas a participação de 400 animais vindos dos municípios alagoanos e estados como Bahia, Sergipe e Pernambuco.

“Essa exposição volta para nossa realidade, com uma viabilidade gigante para a revitalização da bacia leiteira, provando que está viva nossa vocação para a atividade. A pouco mais de um mês para o evento já temos grande procura e confirmações de criadores de vários estados”, contou Hildebrando durante o lançamento.

Além da programação especializada na atividade leiteira, a exposição irá  abrir as portas do Parque para entretenimento, visitas aos estandes e programação artística com duas noites de shows, na sexta e sábado da exposição. Respectivamente as atrações são: Arrastão do Pagode, Zé Bahia, Garota Sertaneja,  Avine Vinny, Penha Melo, Forrozão das Antigas, Geninho Batalha e Peruano.

Fomento

Bem mais próxima à realidade  e propriedades dos produtores, a exposição tem o propósito de estreitar a relação comercial, impulsionar a melhora de produtos através da seleção de animais e o aumento da produção entre produtores de diferentes portes, incluindo agricultores familiares. O superintendente de Desenvolvimento Agrário da Secretaria de Estado da Agricultura, Hibernon Cavalcante, lembra que a bacia leiteira alagoana é a primeira em produtividade do Nordeste e a quarta melhor do país.

“Desde os anos 70, quando foi empregada a primeira central de inseminação nessa região e graças aos esforços para transferência de embriões, conseguimos nos destacar com a produção do gado girolando. Observamos que a região não pode desacelerar, sempre precisa estar estimulada com tecnologias e eventos que provoquem melhorias. Sem dúvida essa exposição retorna com essa missão”, disse Cavalcanti.

Apesar da seca enfrentada no início do segundo semestre, conforme decretado situação de urgência pelo governo do Estado, o novo secretário da Agricultura, Henrique Soares, que  os as instituições e os pecuaristas estão com ânimo renovado. “Mesmo com a estiagem, sabemos que o rebanho é totalmente adaptado à região e não deveremos perder produtividade, sem contar que o preço do leite vem se recuperando. Nota-se que houve um novo ânimo  e os setor vai agregar  experiências”,  afirmou Soares, secretário empossado na quarta-feira (08).

Nas pistas de julgamentos das raças gir e girolando a promessa é por disputas acirradas para eleição das melhores novilhas, fêmeas adultas e bezerras, além de melhor criador. A Associação dos Criadores de Alagoas (ACA) junto com o Sindicato dos Produtores de Leite farão  o ranking da exposição. “Não é à toa o papel de destaque que essa região exerce peranteara o país. A expectativa é por um quadro de julgamentos de alto nível devido a genética concentrada  no rebanho desses criadores”, ressaltou Domicío Silva, presidente da ACA.

Agricultura familiar

Vitrine exclusiva  dos trabalhos da cadeia produtiva do leite, o retorno da Expo Bacia  em 2017 trouxe um diferencial quando concedeu destaque  aos animais e produtos vindos da agricultura familiar. Para essa edição, os municípios  foram convocados a participarem não só com a representação de animais, mas colocando em exposição os produtos dos empreendimento familiares.

A Expo Bacia Leiteira conta com a promoção da prefeitura de Batalha, Federação da Agricultura e Pecuária de Alagoas (Faeal) e Associação  dos Criadores de Alagoas (ACA), além do apoio da Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA).

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria


Compartilhe