CULTURA

A Cômoda Verde - Socorrinho Lamenha


Adalberto Souza

27/04/2020 01h45

     Essa semana a prestimosidade para o blog é da Professora Socorrinho Lamenha*. Um olhar sobre a tela A Cômoda Verde do Pintor Eduardo Xavier

 

       Não. Não queria ver. Mesmo que a verdade estivesse ali, às suas costas. Mesmo que o Éden já não lhe pertencesse e o Paraíso agora parecesse estar cada vez mais distante.

      Agora sabia quem era, mesmo que não quisesse olhar. O espelho só refletiria uma verdade duplicada, aumentada. Doída. Não!

      Havia despido-se da pureza. Ou assim imaginava, observado por Aquele que parecia repetir cada vez que olhava a imagem sobre a cômoda verde :"Veja, sofri tudo isto por ti!". Ah, e ainda havia os outros que O ladeavam. O Exército da Danação Eterna.

      Abraçava-se a seu corpo buscando a santa ignorância uterina, mas a impossibilidade do retorno fazia com que suas mãos pendessem inertes, ineptas.

       Culpa,culpa, mea culpa....Máxima culpa.

       E onde poderia escondê-la, se a gaveta fora finalmente aberta?

        Eduardo Xavier - A Cômoda Verde óleo/tela Maio 2014

 

* é Arquiteta e Professora de História da Arte.



Compartilhe
comentários