CULTURA

Quando os gatos lunares encontrarem Rodolfo Valentino na cidade dos bonecos solitários


Adalberto Souza

25/04/2018 11h26

Resenha feita pelo site Entre Resenhas capitaneado pela Regina Souza

Título: Quando os gatos lunares encontrarem Rodolfo Valentino na cidade dos bonecos solitários.
Autor: Adalberto Souza
Páginas: 168
Ano de Edição: 2016
Projeto Gráfico: Roger Ferraz
Diagramação: Roger Ferraz
Revisão: Giuliano Porto

O que chamou a minha atenção para esse livro foi o título extenso e inusitado que aguçou minha curiosidade ao extremo, e assim que estava com ele em mãos, nas primeiras páginas fiquei surpresa, se não, atordoada com a avalanche de sentimentos inquietantes que encontrei em cada verso que Adalberto sem um pingo de pena dos corações dos leitores expôs nessa obra surpreendente.
 
De trechos breves mas, com uma densa carga emocional o poeta vai tecendo uma narrativa lírica que nos toma de assalto, nos apunhala no peito, nos deixa com o coração em frangalhos e que nos faz buscar lá dentro da alma, em um cantinho bem escondido lembranças e saudades.
 
A cada breve verso me perguntava se seria a alma do poeta sendo exposta ou, de outrem, que talvez em breves observações saltavam do seu coração e da sua mente para sua escrita 
 
A escrita de Adalberto é fluída, limpa, sem floreios, de fácil entendimento. Cristalina, seria o termo mais apropriado.
 
Me peguei de verso em verso parando a leitura, fechando o livro para "degustar" cada palavra. Um misto de saudade, dor, esperança, retorno ou não, perda e solidão. Me encantei por este livro, pela escrita do autor que não conhecia e que mesmo mostrando o lado mais feio do amor, cativa e envolve. Escrita única e pungente.
 
Dolorosamente lindo!!!
 
Recomendo aos amantes da boa poesia mas, deixo aqui um aviso: preparem os corações...
 
"Você não ficou ao meu lado naquele dia em que
perdi-me de mim mesmo,
você aproveitou e perdeu-se de mim também." página 111
 
"Não conseguia lembrar onde tinha deixado sua vida.
Procurava pelos cantos, pelos discos, pelos filmes, pelos livros.
Até se esquecer nas leituras para embalar tardes de domingo." página 117
 
 
O Poeta:
Adalberto Souza é psicólogo, licenciado em Letras e especialista em Literatura.
 
Autor dos livros:
Das coisas que esquecemos pelo caminho [Prêmio Lego/Ufal /2011] 
Fantasmas não andam de Montanha-Russa [Buqui 2014] e
Toda aquela inevitável pressa de te dizer nada [Buqui /2015]
 
https://entreresenhasre.blogspot.com.br/2018/04/quando-os-gatos-lunares-encontrarem.html
 
 


Compartilhe
comentários