Blog sobre o setor rural de Alagoas

3º Leilão Genética de Berço registra crescimento de 19,5%


AL Rural
Fonte: Assessoria

22/05/2018 16h23

A  Agropecuária Pereira comemora o crescimento de 19,5% no faturamento do Leilão Genética de Berço, realizado nesse domingo, 20. A 3ª edição do remate, que encerrou  as atividades da Expoalagoas Genética, em Maceió/AL, arrecadou R$ 582.000,00 com a venda de 45 lotes das raças gir e gir leiteiro.
O rebanho JJPZ, composto por novilhas, bezerras, matrizes, fêmeas em lactação e machos foi bem avaliado pelos compradores, registrando 100% de liquidez nas vendas. Os lotes de destaque do leilão foram figurados pelas fêmeas EGO DA PEREIRA e AFAZY FIV GIR ORIETE, por R$ 7.200,00 e R$ 39.000,00, respectivamente.
“A seleção Genética de Berço é uma mostra de resultado do trabalho de melhoramento. Vendemos o que temos de melhor em funcionalidade e produtividade das famílias mais nobres do gir leiteiro e girolando do mundo”, afirma o assessor do Leilão, Nauber Almeida.
No geral, o remate vendeu 64 produtos distribuídos em 49 lotes. Em números finais, o valor médio dos animais foi de R$ 8.818,18. Por lote, em decorrência da venda acompanhada de bezerros, a média subiu para R$ 11.877,55. A venda dos dois embriões efetivados gir e girolando custaram aos investidores R$ 14.600,00 , sendo o primeiro arrematado por R$ 7,5 mil e o segundo por R$ 6,6 mil.
O pecuarista e promotor do Leilões, Joãozinho Pereira,  fez um balanço positivo do remate. “Agradecemos aos amigos, convidados e clientes por acreditarem na força desse leilão. Um leilão que nos dá orgulho pelo potencial genético, quantidade e qualidade técnica exposta”,  ressaltou.

Rebanho de destaque 
 
Por mais um ano, o Leilão Genética de Berço foi palco da cerimônia de entrega dos títulos de julgamentos e encerramento oficial da 8ª Expoalagoas Genetica. A Agropecuária Pereira foi um dos destaques da exposição consagrando-se como melhor expositor gir leiteiro e girolando, além de ter animais vencedores em pista.
Um dos compradores do leilão, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Sergipe, Ivan Sobral, atestou a qualidade do rebenho JJPZ. “Um verdadeiro desfile das raças leiteira. Animais de genética inconstetável, morfologia, bom acabamento de carcaça e beleza racial sem igual”, frisou Sobral.
A Associação dos Criadores de Alagoas (ACA), com a presença do presidente Domicio Silva, ressaltou a contribuição do leilão a exposição. “Nossos quadros de negócios e técnicos se reforçam com as vendas desse leilão que já se consagrou na exposição. Sem dúvida, é um demonstrativo de força e união da nossa pecuária, que é referência e está disponível para o mundo”, enfatizou Domicio Silva.
O 3º Leilão Genética de Berço também recebeu a participação dos alagoanos Paulo Amaral e Alexandre Oiticica, além de criadores de Rio Grande do Norte, Paraíba, Sergipe e Bahia.



Compartilhe
comentários

13º Vaquejada e Trabalho arrecada R$ 1,1 mi e cresce 27,46%


AL Rural
Fonte: Assessoria

21/05/2018 17h07

 O mundo do cavalo quarto de milha de vaquejada e três tambores, no Nordeste, concentrou suas atenções, no último sábado, 19, para o 13º Leilão Vaquejada e Trabalho, promovido pelos Haras CPMF e Porto Rico. O remate faturou R$ 1.104.240,00 e obteve crescimento de 27,46% com as vendas de 45 lotes da raça.

A seleção Vaquejada e Trabalho, referência em genética e polo revelador de craques nos esportes equestres, trouxe animais exclusivos da produção dos Haras Porto Rico e CPMF, sendo 30 fêmeas e 15 machos. Em média, cada animal foi negociado pelo montante de R$ 24.005,22.

 “Além do bom momento da criação nacional e pecuária, acreditamos que a genética de resultado puxou o excelente resultado do leilão. Não tem segredo, são dois haras comprovados em pista que vendem produtos de suas principais éguas com os garanhões mais pontuados'', pontuou a criadora Marla Tenório.

O remate também foi palco da estreia nacional do garanhão Apollo Streak Cash, filho do produtor campeão de vaquejada Apolo VM. O total de 10 coberturas do reprodutor foi comercializado por R$ 30.000,00.

A égua Fulana Barsapollo, uma filha do craque Bar’s Apollo VLO, valorizada em R$ 63.000,00 foi a recordista do leilão. O segundo animal de maior cotação também foi uma fêmea, a Navajo TWO CPMF, negociada pela bagatela de R$42.200,00.     

O expressivo crescimento nas vendas foi comemorado pelo criador Celso Pontes de Miranda, do Haras CPMF. ''Um resultado excepcional que mostra a versatilidade do quarto de milha e sua importância para o mercado. Isso nos desafia a continuar trabalhando com seriedade e respeito, principalmente acreditando na nossa genética especialista em vaquejada. Conseguimos imprimir um remate de muita consistência, fiel ao seu perfil de produção, totalmente acessível e, principalmente, de resultados. Vários craques saíram desse leilão'', comemora CPMF.

Sucesso

Sucesso de público, prestigiado por todas as classes produtivas do QM, o remate ofereceu um almoço com o propósito de celebrar a raça QM. Além do grande público, a audiência também foi expressiva na transmissão ao vivo pela internet com mais mil visualizações.

De olho na formação da tropa para leilão Vaquejada e Trabalho de 2019, os criadores já renovaram a parceria entre os dois criatórios. “A nossa filosofia é seguida com afinco pelos dois criadores onde o  bem estar e a evolução da raça vem em primeiro lugar’’, confirma o criador Celso Pontes de Miranda.

A criadora Marla Tenório, aproveitou a abertura do leilão para agradecer e enfatizar que a tropa 2018 já está separada. ’’Uma semana antes de chegar o leilão já escalamos os potros e potras com a média de idade de 1 a 2 anos. Nossos sinceros agradecimentos aos vaqueiros, profissionais do cavalo, chefes de equipe de vaquejada e criadores que vêm apostando no nosso time’’, agradeceu Marla enfatizando que a parceira com CPMF  vai durar muitos anos.

  



Compartilhe
comentários

Curso de Gerenciamento de Fazendas promove palestra bônus durante a 8ª Expoalagoas Genética


AL Rural
Fonte: Assessoria

18/05/2018 17h39

O Curso de Gerenciamento de Fazendas irá promover mais uma atividade exclusiva durante a 8ª Expoalagoas Genética. Os participantes da capacitação poderão ter acesso à palestra ‘Programa de Gestão DSM: resultados da safra 2017/2018’, que acontece no sábado (19), às 10h, no auditório da Cooperativa de Produção Leiteira (CPLA), no Parque da Pecuária, em Maceió.

A palestra será ministrada pelo zootecnista e supervisor Técnico Comercial da DSM/Tortuga, Gabriel Santana, que atua em Alagoas, Pernambuco e Sergipe. A Tortuga é uma marca de suplementos nutricionais para gado de corte, gado de leite, equídeos e pequenos ruminantes da DSM – empresa mundial, baseada na ciência, com atividades nas áreas de saúde, nutrição e materiais.

A palestra faz parte da programação do Curso de Gerenciamento, uma realização da empresa Start – Soluções no Agronegócio e Vet Maxi – Maximização Pecuária, acontece de 17 a 20 de maio. As inscrições seguem abertas. Para participar, os interessados deverão entrar em contato com os números (82) 99686-5987 (WhatsApp) / (82) 3435-5987. Podem acessar também o site www.startagronegocio.com.br ou ainda as redes sociais @startagronegocio.

 

SERVIÇO

8ª Expoalagoas Genética 

Palestra: Programa de Gestão DSM - resultados da safra 2017/2018

Data: 19 de maio

Horário: Às 10h

Local: Auditório da CPLA, Parque da Pecuária - Maceió/AL



Compartilhe
comentários

13º Vaquejada e Trabalho renova parceria com Circuito de 3 Tambores


AL Rural
Fonte: Assessoria

18/05/2018 08h41

Um dos esportes que mais crescem junto com a raça quarto de milha no Nordeste,  o “três tambores”,   tem recebido o fomento  do Leilão Vaquejada e Trabalho nos últimos quatros anos por meio dos campeonatos interestaduais e competições oficiais. Nesta edição do remate,  os Haras Porto Rico e CPMF renovaram a parceria  como apoiadores oficiais das premiações do Circuito Associação dos Criadores de Quarto de Milha de Alagoas (ALQM).

De acordo com Flávio Loureiro,  do Haras Porto Rico,   o remate vai prestigiar  os vencedores das mais de 10 categorias  das provas  do circuito ALQM e ALQM 3T, na sexta-feira,18, com distribuição de R$ 6 mil.

As duas competições contarão com provas para categorias infantil, amador e adulto. Cerca de 100 cavalos e competidores devem se reunir no Parque da Pecuária disputando a virada do tambor. “O esporte vem se popularizando de forma incrível e se estruturando com implantação de pistas, conquistando adeptos e apresentando diversas provas. Observamos que muitas famílias se unem para praticar e torcer”, informa o criador.

De origem norte-americana, a competição de  três tambores exige da dupla  velocidade, técnica e habilidade à cavalo. O objetivo é percorrer os três tambores em frações de segundos, de preferência abaixo da casa dos 20 segundos. 

 A genética e a linhagem para a raça, apesar de já haver uma corrente  de animais de genética específica, no Nordeste, tem-se utilizado a fusão da genética de vaquejada com equinos de trabalho. “A nossa genética que é vendida no leilão tem atendido aos anseios dos amantes dos três tambores. O cavalo com genética para a vaquejada tem sido introduzido nesse  esporte e se mostrado bastante preparado. Isso se atribui a versatilidade do quarto de milha e as mais de 18 modalidades que ele pode competir”, completou.

As provas do circuito ALQM e ALQM 3T serão abertas ao público, no parque da Pecuária, em Maceió, das 14h às 18h. Nas disputas do circuito ALQM 3T apenas animais quarto de milha registrados podem participar. Mais informações por meio da ALQM pelo número (82) 3313-9760. 

O Leilão Vaquejada e Trabalho acontece um dia após a prova, no sábado,19, à partir das 19h, com um almoço para receber quartistas e investidores de todo nordeste.

SERVIÇO

13º Vaquejada e Trabalho

Data: 19/05/2017

Local:  Parque da Pecuária

Hora: 13h

Promoção: Celso Pontes de Miranda, Marla Tenório e Flávio Loureiro

Informações: Agreste Leilões (82) 3036-7070.

 



Compartilhe
comentários

Animais do Leilão Genética de Berço já estão no Parque da Pecuária


AL Rural
Fonte: Assessoria

17/05/2018 14h53

Pecuária, em Maceió/AL, onde acontece  o remate no próximo domingo, às 12h.  Os animais JJPZ também figuram entre o rebanho exposto na 8ª Expoalagoas Genética.

De acordo com o assessor técnico do leilão, Nauber Almeida, alguns animais foram inscritos no julgamento da raça e já podem seguir para o remate com papel de destaque.  “O rebanho fica a total disposição para consultas e uma análise mais detalhada. Estamos com uma agenda positiva de atividades, participando da Mega Leite e demais julgamentos. A expectativa é a melhor”, conta Nauber.

A equipe de campo da Agropecuária Pereira estará disponível para receber clientes nos alojamentos dos animais com objetivo de sanar dúvidas. “O cliente pode ir ao parque, entre 8h e 19h, inclusive com profissional de confiança para vistoriar o rebanho”,  informou o assessor.

O 3º Leilão Genética de Berço é um das principais praças de vendas das raças gir e girolando do Nordeste pelo poder genética em multiplicar a produção leiteira nas fazendas. Foram selecionados para esta edição 45 lotes com novilhas prenhes, bezerros e bezerras, matrizes, vacas em lactação, reprodutores e prenhezes.

O remate conta com o reforço de animais de tradicionais selecionadores do gir e girolando do Nordeste, entre eles: Paulo Amaral, Domicio Silva e Alexandre Oiticica.  Por mais um ano, os agricultores familiares terão condições especiais no parcelamento de suas compras em até 30 parcelas.Os demais  investidores poderão quitar os vencimentos até 15 vezes.



Compartilhe
comentários

Safra de grãos de Alagoas 2018 será lançada nesta sexta em Anadia


AL Rural
Fonte: BCCOM Assessoria

08/05/2018 22h18

Tudo pronto para o lançamento da safra de grãos 2018, na próxima sexta-feira, dia 11, nas fazendas São José e Santa Rita de propriedades do Grupo Santana, a partir das 9h, no município de Anadia. 

Para a safra deste ano, está previsto o plantio de 3.500 hectares de milho, 1.400 hectares de soja, 400 hectares de arroz, 90 hectares de algodão e 400 hectares de sorgo.

Segundo o vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Alagoas (Faeal), Edilson Maia, o lançamento dará início ao maior plantio realizado no Estado em décadas. “É o maior investimento que está sendo realizado no agronegócio alagoano nos últimos anos”, declarou.

Com a chegada do Grupo Santana, Anadia se transformou, segundo avaliação do presidente da Comissão Estadual de Grãos, Hibernon Cavalcante, no maior polo de produção de grãos de Alagoas. “Somente no município serão plantados este ano mais de cinco mil hectares nos municípios de Anadia, Campo Alegre e Limoeiro de Anadia, transformando aquela região num grande produtor de milho, sorgo e outras culturas”, afirmou.

Levantamento realizado pela Comissão Estadual de Grãos aponta que serão investidos no cultivo de grãos, somente em Anadia, mais de R$ 20 milhões este ano. “O investimento é realizado na aquisição de equipamentos, no preparo do solo, plantio e tratos culturais”, reforçou Hibernon.

O lançamento da safra de grãos será realizado pela Secretaria de Agricultura do Estado em parceria com a Santana Sementes e várias produtores locais e conta com o apoio do Banco do Nordeste e várias empresas locais. O secretário de Agricultura de Alagoas, Antônio Santiago, o presidente da Santana Sementes, Ivanilson Araújo, participarão do evento que vai receber empresários, produtores, técnicos e gestores de Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte e Paraíba.

Duas novidades merecem destaque nesta sagra de grãos. A primeira novidade é que será feita a safrinha. Quando ocorrer a colheita de soja, tem início o plantio de feijão, onde acontece o plantio de duas culturas no mesmo ano, de forma consecutiva.

E a segunda, que a safra contém grãos tecnificados com uso de tecnologia de ponta, com equipamentos e semente e tratos culturais. Esta iniciativa, de produção de sementes para plantio de grãos, é a primeira a ser implantada no estado de Alagoas em volume de escala pelo Grupo Santana.

Colheita de feijão na fazenda Santa Rita, Anadia-AL



Compartilhe
comentários

Agricultura familiar terá condições especiais no 3º Leilão Genética de Berço


AL Rural
Fonte: Assessoria BCCOM

03/05/2018 15h15

O agricultor familiar  que atua na produção de leite terá espaço cativo no 3º Leilão Genética de Berço, no próximo dia 20 de maio, às 12h, no Parque da Pecuária. O remate vai democratizar a genéticoa de maior funcionalidade e expansão no país,a JJPZ, com a oferta de 45 lotes das raças gir e girolando.

A Agropecuária Pereira, promotora do remate, renovou seu plano de facilidades ao pequeno produtor oferecendo a condição exclusiva pagamento em   30 parcelas. Originalmente, segundo o criador Joãozinho Pereira, o remate oferece a opção de parcelamento em 15 vezes e descontos somente para pagamentos a vista. 

“Nosso leilão vai contemplar à todas as classes produtivas da pecuária leiteira com o que temos de melhor e isso, sem dúvida, vai ficar a inteira disposição do pequeno produtor. Estamos trazendo uma variabilidade genética grande do nosso plantel e de convidados. Material genético de alto escalão”,  adianta o líder da Agropecuária Pereira.

 Todo rebanho JJPZ, segundo informações do assessor do Leilão, Nauber Almeida,  são oriundos do cruzamentos e inseminações entre os animais leiteiros e de genética  superior do rebanho mundial. “O pequeno produtor terá a oportunidade de investir numa vaca de genética superior, por exemplo, que supere em lactação o desempenho de todas as fêmeas leiteiras que possua”, garantiu o assessor Nauber Almeida.

Quem deseja investir em genética de precisão, não deve perder a 3º edição do Leilão Genética de Berço. “O remate conquistou seu espaço e vem se consolidando como o principal ponto de comercialização do gado leiteiro de Alagoas e do Nordeste. A cada ano Agropecuária Pereira destina força máxima ao leilão, trazendo animais de alto nível técnico e reconhecidos na associação da raça”, explicou o assessor. 

Maior prateleira à disposição do gado gir leiteiro e girolando, o Leilão Genética de Berço oferta um rebanho de  45 lotes, sendo matrizes, doadoras de embrições, novilhas, vacas em lactação, touros, além de material genético como prenhezes. Para consultas e informações, basta acessar o site da Agreste Leilões www.agresteleiloes.com.br ou entrar em contato pelo telefone (82) 3036-7070.

 

Serviço

3º Leilão Genética de Berço

Data: 20 de maio

Hora: 12h

Local: Parque da Pecuária, em Maceió



Compartilhe
comentários

Leilão Genética de Berço assegura bovino adaptável ao Nordeste


AL Rural
Fonte: Assessoria BCCOM

24/04/2018 18h54

A Agropecuária Pereira, promotora do 3º Leilão Genética de Berço,  se destaca na pecuária leiteira pela seleção funcional do gir leiteiro e girolando. O rebanho é coberto  pela genética das famílias mais nobres do país, gerando verdadeiras máquinas na produção de leite.

Os animais JJPZ, segundo explica o assessor técnico do Leilão, Nauber Almeida, são todos oriundos da junção das doadoras gir leiteiro acasaladas com os principais touros  holandeses líderes do mundiais.

“O investimento da agropecuária Pereira  vem evoluindo continuamente, formando um banco genético consistente e extremamente selecionado. Uma verdadeira grife das raças leiteiras”, afirmou Nauber Almeida, do Giro do Gir.

Com um leque genético líder em estatística de produção leiteira, a propriedade também  buscou adaptar-se ao perfil climático do Nordeste. “A funcionalidade do girolando JJPZ também condiz à sua fácil adaptação ao clima Nordestino. Sua tipificação provem do girolando ¾, meio sangue. O mais adaptável e produtivo diante do clima tropical”, revelou Almeida.

Para o remate, que acontece no próximo dia 20 de maio, às 12h, durante a 8ª Expoalagoas Genética, a Agropecuária Pereira aposta num elenco formado por vacas em lactação, novilhas prenhas, bezerras e prenhezes. A seleção contempla 45 lotes com  animais da Agropecuária Pereira e convidados, entre eles Paulo Amaral, Domício Arruda e  Alexandre Oiticica. 

 



Compartilhe
comentários

Chuvas animam fornecedores de cana


AL Rural
Fonte: Assessoria

23/04/2018 21h07

A promessa de uma temporada de chuvas regulares para os próximos meses renova a esperança dos fornecedores de cana para ciclo 18/19. A falta de recursos e o reflexo de anos de seca levou o setor sucroenergético alagoano a registrar a menor safra da histórica com apenas 13,7 milhões de toneladas de cana processadas.

“Na cana, hoje em dia, os assuntos não estão sendo muito bons. Mas, estamos esperançosos na retomada do crescimento na próxima safra com a previsão de um inverno chuvoso. Hoje, temos um cenário de dificuldade, mas também de retomada para que possamos voltar a ter um ciclo com pelo menos 16 milhões de toneladas de cana processadas. Ter uma safra de 13 milhões de toneladas é muito pouco para o potencial que Alagoas possui”, afirmou o presidente da Associação dos Plantadores de Cana do Estado de Alagoas – Asplana, Edgar Filho.

Atualmente, segundo o líder dos fornecedores, o cenário do Estado não é um dos melhores. “Há cerca de uma década chegamos a produzir 25 milhões de toneladas de cana. No ano passado, tivemos uma redução drástica moendo 16 milhões de toneladas de cana. Agora, tivemos a pior safra da história, fruto de várias secas sucessivas nos últimos cinco anos, aliada a política errada do governo federal que segurou o preço da gasolina, fazendo com que o preço do açúcar despencasse o que impactou na produção e capacidade de plantio”, finalizou Edgar Filho.



Compartilhe
comentários