Blog sobre o setor rural de Alagoas

Senar-AL e TRT-AL firmam protocolo de intenções de incentivo a lei de aprendizagem no campo


AL Rural

13/08/2018 18h56

 

O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária no Estado de Alagoas (Faeal) e do Conselho Deliberativo do Senar-AL, Álvaro Almeida, assinou nesta segunda-feira, 13, o protocolo de intenções firmado com o Tribunal Regional do Trabalho em Alagoas (TRT/AL) com a finalidade de incrementar a lei da aprendizagem (Lei nº 10.097/2000) no meio rural.

A assinatura do documento ocorreu durante a audiência pública que deu início a 3ª Semana Nacional da Aprendizagem 2018 e que, nesta edição, tem como foco a formação de jovens no meio rural.

“Aprendi muito nesta audiência pública e vi a preocupação de todos com o cumprimento da lei da aprendizagem. O Senar-AL e a Faeal sempre trabalharam, com recursos exclusivos dos produtores rurais, com ações que objetivam a aprendizagem não apenas do jovem, mas também do mulher e do homem do campo. Mas, com a assinatura deste pacto, vamos fazer muito mais, trabalhando para a construção de um Estado ainda melhor”, afirmou Almeida.

Segundo ele, o Senar-AL já formou 34 turmas por meio do programa Menor Aprendiz, capacitando 713 adolescentes. “Só na última turma – com as aulas realizadas na usina Caeté – dos 25 alunos participantes do curso de Menor Aprendiz, 14 já conquistaram o primeiro emprego na própria unidade industrial. O setor rural, as vezes, é visto com certa resistência. Mas, representamos um segmento que contribui para formação profissional, geração de emprego e renda. “São mais de 13 mil turmas de formação profissional o que representa mais de 225 mil pessoas capacitadas”, reforçou.

Na ocasião, a estudante Isabel Silva, ex-aluna do curso de Mecanização do programa Menor Aprendiz do Senar-AL realizado na usina Caeté, fez um depoimento de como a formação profissional abriu novas oportunidades em sua vida.

“A oportunidade não chega para todo mundo. E quando a chance de fazer este curso apareceu, eu a segurei e ela mudou a minha vida. Fiz um curso em uma área puramente masculina. Quebramos paradigmas. Minha turma tinha 25 alunos e dez eram mulheres. Por favor, continuem investindo na formação dos jovens. Hoje, me sinto uma pessoa feliz”, afirmou, emocionada, a estudante.

O presidente do Tribunal Regional do Trabalho, juiz Pedro Inácio, destacou a ação do Senar na formação profissional e lembrou da importância do programa Jovem Aprendiz e da realização da audiência pública de incentivo a lei da aprendizagem.

“Essa audiência serve para discutir essa travessia do jovem para o mercado do trabalho. Neste sentido, a aprendizagem tem sido decisiva com o Sistema S estando presente conosco nesta jornada. Este evento também é uma oportunidade de conscientizar as empresas e prestar um reconhecimento aquelas que seguem a Lei da Aprendizagem”, afirmou.

Na audiência foram entregues Certificados de Distinção a empresas que cumpriram o dever legal e social de oferecer, por meio de quotas de aprendizagem, a contratação de jovens conforme a Lei nº 10.097/2000.

A audiência pública é uma ação conjunta do TRT, Ministério Público do Trabalho e da Superintendência Regional do Trabalho em Alagoas, criada com a finalidade de analisar o cumprimento da legislação sobre a aprendizagem profissional.

Fotos: Dorgival Junior

 



Compartilhe
comentários