Esporte

Com elenco cheio, CSA deve emprestar jogadores que subiram da base


Fonte: Globo Esporte

04/01/2018 09h30

CSA pretende emprestar os jogadores da categoria de base que subiram para o profissional. Com o elenco formado, os jovens ficam sem espaço para jogar o Alagoano, Nordestão e Copa do Brasil. A alternativa para eles não ficarem sem ritmo de jogo é ir para clubes do interior de Alagoas durante o estadual. O primeiro da lista é o volante Léo.

Ele treina com os profissionais desde o ano passado, agradou a comissão técnica e também no jogo-treino de sábado. Para a posição, o técnico Flávio Araújo conta com outros cinco jogadores: Dawhan e Boquita (a dupla titular na Série C), Yuri (virou primeira opção no banco), além de Mazinho e Joílson.

- Ficou definido que o Léo precisa dessa questão de estar jogando porque ele já tem mais tempo aqui. Conversei em particular com ele, é uma oportunidade que ele tem de jogar, mostrar o seu potencial e parece que está bem adiantada a conversa com o Dimensão Saúde e que ele tem que aproveitar essa oportunidade de mostrar o seu potencial para retornar à equipe - explicou Flávio.

O zagueiro Anderson também subiu da base para treinar com os profissionais no ano passado. Diferentemente de Léo, ainda não definiu se sai por empréstimo no Alagoano. A defesa conta apenas com outros três zagueiros (Leandro, Lobão e Cristiano), enquanto a direção não confirma a chegada do substituto de Jorge Fellipe.

- O Anderson nós vamos dar uma segurada até definir esse zagueiro que está para chegar e depois nós podemos emprestar. Esses jogadores nós precisamos que eles joguem para ter uma avaliação melhor deles. Às vezes, eles vão para um campeonato de base, mas não dá para ver muito porque são campeonatos de tiro curto. Precisamos que disputem um campeonato todo - comentou o gerente de futebol do CSA, Marcelo de Jesus.

O volante Da Silva foi integrado ao profissional, ganhou chance no jogo-treino de sábado e fica no clube. Direção e comissão técnica preferiram não liberar o volante para reforçar o trabalho no fortalecimento físico.

- O Da Silva mora perto do centro de treinamento, se dedicou e foi grata surpresa. Ele ainda precisa de mais orientação na parte física, precisa ganhar massa muscular. Ele jogou já no final do Alagoano sub-20, depois levamos para o Nordestão sub-20 e foi um dos destaques do CSA. Pensamos em puxar ele para o profissional e dar uma condição melhor, tanto é que está morando no clube, para fazer a suplementação e um trabalho específico com o fisiologista. Vamos deixar ele treinando para depois aproveitar ele ou emprestar - explicou o gerente de futebol.



Compartilhe