Esporte

Brasil goleia a Bolívia pela Copa América Feminina


Fonte: CBF - Confederação Brasileira de Futebol

14/04/2018 13h00

A Seleção Brasileira Feminina fez bonito na noite desta sexta-feira (13). Com a classificação já garantida para a Fase Final da Copa América, o técnico Vadão escalou um time misto para dar ritmo ao elenco. Mostrando a força do grupo, o Brasil aplicou uma goleada de 7 a 0 sobre a Bolívia, no Estadio Sanchez Rumoroso, em Coquimbo, no Chile, e fechou a Primeira Fase da competição com chave de ouro.

Com o triunfo desta noite, a Seleção Brasileira encerrou a fase inicial do torneio com 12 pontos e no primeiro lugar do Grupo B, tendo 100% de aproveitamento. A equipe canarinho volta a campo pela Fase Final da Copa América diante do Chile, na próxima segunda-feira (16). A partir deste momento, a competição passa a ser disputada em formato de Quadrangular. Após encarar as chilenas, o Brasil terá pela frente Argentina, na quinta-feira (19), e Colômbia, no domingo (22). Todos os duelos serão disputados no Estádio La Portada, em La Serena, e os horários ainda serão confirmados pela organização do torneio. 

O jogo

O Brasil precisou de apenas três minutos para abrir o placar. Andressinha cobrou escanteio da esquerda e a zagueira Érika subiu bem para desviar de cabeça e balançar a rede. A pressão brasileira continuou e, após muita insistência, a Canarinho ampliou a vantagem na marca de 18 minutos. Andressa Alves chutou de fora da área, Raquel aproveitou a sobra e ajeitou para Andressinha marcar. Já na reta final do primeiro tempo, aos 41, Andressa Alves cobrou falta da entrada da área, a bola desviou na barreira e a goleira Alvarez não conseguiu fazer a defesa.

Na etapa final, a Seleção Brasileira voltou com o mesmo ímpeto ofensivo. Aos nove minutos, Andressinha recebeu de frente para o gol e resolveu arriscar, mesmo de longe. A bola subiu e caiu na frente da goleira Alvarez que, mais uma vez, não evitou o gol. Onze minutos depois, Aline Milena cobrou escanteio e Érika fez mais um usando a cabeça. O Brasil queria mais. Aos 39, Millene Fernandez balançou a rede e, já aos 41, Aline Milene fez um gol olímpico e liquidou a fatura. 

Brasil: Aline; Poliana, Érika, Daiane e Tamires (Rilany); Andressinha (Cristiane), Debinha, Raquel e Andressa Alves; Aline Milene e Millene. 

 



Compartilhe