a Argel fala que CSA está vivo e não irá se entregar | Jornal de Alagoas

Esporte

Argel fala que CSA está vivo e não irá se entregar


Fonte: Globo Esporte/AL

08/11/2019 14h21

Apesar de mais uma derrota, Argel Fucks ainda acredita que é possível salvar o CSA do rebaixamento. Depois do jogo na Arena do Grêmio, o técnico azulino falou com a imprensa e esbanjou confiança na recuperação da equipe nessa reta final do Brasileiro.

Faltando apenas sete jogos (quatro em casa e três fora), ele faz projeções de que o seu time precisa de, pelo menos, mais cinco vitórias para se manter na elite do futebol brasileiro.

"emos é que fazer o nosso dever de casa, essa é a verdade. Quando chegamos aqui, pegamos o time com uma vitória só, rebaixado virtualmente e a gente está brigando, incomodando time grande, lutando e estamos vivo", pontuou.

O treinador voltou a citar que o CSA já conseguiu sair do Z-4, e isso serve de estímulo.

" Vamos lutar até o último minuto, o último jogo, não somos de nos entregarmos, até porque a confiamos, eu tenho confiança que vamos salvar esse time, já não é a primeira vez que nós fizemos isso e vamos trabalhar e usar tudo o que temos de conteúdo para que possamos deixar o CSA na Primeira Divisão - disse, apontando os números que ele imagina serem necessários".

"Nós precisamos ter o número mágico que é 45 pontos. Se ganharmos cinco jogos dos sete que temos, sendo quatro em casa e a Chapecoense, o Fortaleza e o Cruzeiro fora.... Se ganharmos os quatro em casa e um fora, faz os 45 pontos. Esse é o número. Agora do jeito que está o campeonato, daqui a pouco, 42, 43, 41... Não dá para se apegar muito à matemática. A cada rodada, ela muda. Se nós tivéssemos empatado, a matemática era uma. Como perdemos, é outra", ressaltou.

Argel disse também que o Grêmio sofreu para derrotar o CSA, mesmo jogando na sua arena.

"Uma coisa que não temos tem é medo. Confiamos no nosso trabalho, conteúdo, temos experiência de Série A, já estamos nessa vida há muito tempo, agora vamos dificultar. Não existe jogo ganho e, sim, jogo jogado. E hoje, o jogo foi jogado. A peleia foi grande, como se fala aqui no nosso Rio Grande do Sul, e precisou o Cebolinha tirar o coelho da cartola. E aí definiu", reiterou.

"Temos ganho jogos importantes dentro de casa. Vamos trabalhar agora, levantar a cabeça, domingo a gente tem um jogo importante contra o Vasco, o nosso torcedor vai encher o Rei Pelé novamente e a gente vai jogar um jogo da vida ou da morte. Essa é a verdade", concluiu.



Compartilhe