Geral

Pindorama envia 26 mil produtos para abastecer órgãos do Ministério da Defesa no RJ


Fonte: Assessoria

16/10/2017 09h00

A Cooperativa Pindorama inicia na última quarta-feira,11, mais uma etapa de envio dos produtos  destinados ao abastecimento alimentício de órgão dos Ministério da Defesa e Forças Armadas, segundo o cronograma da Chamada Pública beneficiada  ainda em 2016.

 Nessa fase, seguem para o Estado do Rio de Janeiro 26 mil unidades de oito produtos do mix pindorama, gerando o faturamento de R$ 105.811,00.  Embarcam  para a capital fluminense 31 fardos de açúcar cristal Pindorama,  balas e variedades de sucos concentrados nos sabores: maracujá, manga, goiabna, abacaxi e acerola. A Cooperativa também  foi contemplada com a compra de leite de coco, coco ralado, balas sortidas e molho de pimenta.

Com a garantia de expansão de mercado e possibilidade real de melhorar o capital de giro da cooperativa, o presidente Klécio Santos avalia os impactos positivos gerados pela venda. “Essas vendas já surtem um efeito positivo para nossa Cooperativa pelo maior escoamento da matéria-prima que vem do campo. Nossa expectativa é a melhor possível para renovação desse ciclo de compra”, declarou Santos.

As vendas junto à Defesa e Forças Armadas foram possíveis devido ao atendimento da lei 11.947 que prevê a obrigatoriedade de compra de pelo menos 30% dos produtos da agricultura familiar. A compra à Pindorama foi realizada por meio do Programa de Aquisição de Alimento (PAA) na ordem de R$ 6 milhões para o fornecimento de 91 mil produtos industrializados em Pindorama, no município de Coruripe.

“Esse será um bloco importante de envio, a maior quantidade até o momento. Já enviamos aos órgãos beneficiados em Brasília e estamos prontos para elencar os produtos da próxima demanda”, comentou o gerente comercial da Pindorama, Daniel Levannere.

Valorização do pequeno

No processo da compra Institucional no cenário Nacional, segundo o presidente da Pindorama, Klécio Santos, os ganhos ultrapassam a exatidão da matemática.

“Precisamos ir além da visão dos ganhos financeiros. A Pindorama, com essa pauta, defende a continuidade expansão dos PAA para agricultura familiar nos mais diverso órgãos de governo. Que sirva de estímulo e a alternativa mais eficiente para escoar a produção em todo País”, finalizou o presidente. 



Compartilhe