Geral

Governo anuncia volta de investimentos para Alagoas


Edivaldo Júnior
Fonte: www.edivaldojunior.com.br

05/12/2017 07h35

Dois mega projetos alimentaram os sonhos de desenvolvimento de Alagoas num passado não muito distante. O estaleiro, que seria construído em Coruripe, o litoral sul do Estado – que ao que se sabe naufragou de vez – e a implantação de uma mineradora no município de Craíbas.

O projeto da mineradora Vale Verde, diferente do estaleiro, depois de uma longa interrupção, será retomado. Agora, literalmente, sob nova direção.

O projeto da Mineradora Vale Verde, que era tocado pela Aura Minerals, empresa canadense, foi paralisado entre o final de 2014 e o começo de 2015, segundo versão oficial da companhia devido “a escassez de crédito e as incertezas econômicas que têm resultado em um aumento do nível de análise e precaução”.

A Aura saiu de cena, o governo mudou e o cenário da economia nacional e mundial também. Agora o projeto da Mineradora Vale Verde está sendo retomado.

O Governo de Alagoas acaba de dar mais um passo para a consolidação deste grande investimento internacional em Alagoas.

Representantes do fundo internacional Appian Capital Advisory, Michael Sherb e Edward Otto, se reuniram com os secretários de Desenvolvimento Econômico e Turismo e do Gabinete Civil, Rafael Brito e Fábio Farias, para discutir a operacionalização da Mineradora Vale Verde, instalada no município de Craíbas. O fundo é o novo controlador da mineração.

O fundo Appian adquiriu a Vale Verde e está tratando com o governo de Alagoas para apressar o início da exploração do minério de cobre no município de Craíbas, que ficou parada em razão das dificuldades enfrentadas pelos antigos controladores do projeto

O investimento inicial, anunciado agora de US$ 200 milhões (cerca de R$ 660 milhões) , será voltado para exportação de cobre e irá gerar 500 empregos diretos, além de 2 mil indiretos.

Durante a fase de construção (implantação), serão gerados, segundo Rafael Brito, 1,2 mil empregos diretos.

A mineradora, segundo o secretário, já conta com incentivos fiscais do Programa de Desenvolvimento Integrado de Alagoas (Prodesin) e vai atuar junto com o governo para acelerar o in´cio das obras. “A partir de agora vamos trabalhar juntos para acelerar a tramitação de todos os processos e licenciamentos, para que a mineração comece o mais rápido possível”, aponta Brito.

O projeto

A Mineração Vale Verde está instalada no Projeto Serrote da Laje, no município de Craíbas, região agreste de Alagoas. A mineradora, ainda sob controle da Aura, buscava viabilizar investimento para implantação da estrutura e início da exploração estava de US$ 450 milhões, com o objetivo de cobre, ferro, ouro e vanádio.

O cronograma previa para 2014 o início atividades de exploração do minério de cobre, o que não ocorreu por falta de financiamento.

O projeto apresentado pela Aura revela que existem recursos minerais para produzir durante pelo menos 18 anos, totalizando mais de 160 milhões de toneladas de cobre e ferro extraídas de duas jazidas, sendo 2/3 em Craíbas e 1/3 em Arapiraca, resultando em uma área total de 2.500 hectares.  Além disso, existiria ouro suficiente para exploração por pelo menos 10 anos.



Compartilhe