Geral

Usina Vale do Paranaíba é vendida por R$ 206 milhões


Fonte: TJ Alagoas

06/12/2017 12h17

A Usina Vale do Paranaíba, pertencente à Massa Falida da Laginha Agroindustrial S/A, foi arrematada por R$ 206.358.000,00 pelo Grupo Japungu, que atua no ramo do açúcar e do etanol e possui usinas na Paraíba e em Goiás. O leilão foi encerrado nesta terça-feira (5), às 14h (horário de Brasília).

“O resultado foi muito positivo porque vendemos pelo preço de avaliação. Esse grupo não quis correr o risco de concorrência e deu o lance ainda no primeiro pregão. Agora, vamos encaminhar o resultado para os juízes para que seja homologado”, explicou o leiloeiro Renato Moysés.

O valor arrecadado no leilão deverá ser utilizado para pagamento de credores da Laginha e fornecedores de serviços, além de instituições financeiras e tributos fiscais. A ordem seguirá o que determina a Lei de Falências.

Localizada em Capinópolis, Minas Gerais, a Vale do Paranaíba tem área de 3.210,44 hectares e abrange ao todo 17 imóveis. A usina possui capacidade de moagem de 1.700.000 toneladas/safra.

O leilão ficou a cargo da Superbid Judicial, especializada na avaliação e venda de ativos por meio de leilões oficiais e presenciais via internet.

Triálcool

Já a Usina Triálcool, também levada à leilão, ainda não recebeu nenhum lance. As propostas poderão ser feitas até a próxima quinta-feira (7). A usina também está localizada em Minas Gerais, no município de Canápolis, possui 6.048,86 hectares e 24 imóveis. A capacidade de moagem é de 1.800.000 toneladas/safra. O bem foi avaliado em R$ 223.043.700,00. O valor mínimo para lance está em R$ 133.826.220,00 (confira aqui).

O processo da massa falida da Laginha tramita na 1ª Vara de Coruripe e tem à frente os juízes Leandro de Castro Folly, José Eduardo Nobre Carlos e Marcella Waleska Costa Pontes de Mendonça.



Compartilhe