Geral

Uncisal cria espaço para crianças com a síndrome congênita do Zika vírus


Fonte: Assessoria

19/10/2018 16h00

A Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) inaugurou, na manhã desta quinta-feira (18), um espaço voltado para crianças portadoras da síndrome congênita do Zika vírus. Chamado de “Espaço Família”, o local conta com estrutura para quem busca atendimento no Centro Especializado em Reabilitação IV (CER IV), que é vinculado à instituição.

A proposta do espaço, segundo o reitor da Uncisal, professor Henrique Costa, é possibilitar um ponto de apoio para pais que buscam atendimento especializado na universidade. O local conta com sofá, poltrona para amamentação, TV, trocador, três carrinhos de transporte, além de pia e utensílios domésticos que podem auxiliar no preparo de refeições para as crianças.

De acordo com Henrique Costa, embora recém-inaugurado, o espaço deverá ser ampliado em breve, quando um processo licitatório for concluído. A ampliação vai incluir a construção de um banheiro exclusivo para os pacientes, no qual seja possível, inclusive, que os pais banhem seus filhos enquanto aguardam o horário de suas consultas médicas.

“A ideia é gerar mais conforto para os pais e para as crianças. Nós recebemos um número elevado de pacientes que vêm do interior do estado, ou até mesmo de bairros distantes da capital, e que passavam muitas horas em atendimento de fisioterapia, fonoaudiologia e terapia ocupacional . Com o Espaço Família, nós vamos proporcionar um local adequado e prestar um melhor serviço”, explicou Henrique Costa.

Conforme a vice-reitora da Uncisal, professora Ilka Soares, a criação de um espaço adequado para receber pais de pacientes com a síndrome congênita do Zika vírus é uma forma da instituição acolher essas pessoas. “É um aconchego que nós oferecemos. Nós sabemos como é difícil essa luta diária. Há mães que passam de segunda à sexta com os filhos em tratamento”, explica.

A construção do Espaço Família contou com a colaboração da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) e com a doação de voluntários. A iniciativa atende a uma demanda da Associação das Famílias de Anjos do Estado de Alagoas, que reúne mães de portadores da síndrome congênita do Zika vírus.

“É importante agradecer a todos que colaboraram para que esse espaço fosse criado: a Secretaria da Fazenda, que nos disponibilizou recursos; aos servidores do CER e dos setores administrativos da Uncisal; e a todos os que fizeram doações para que o local pudesse abrir as portas”, complementou a vice-reitora.

REFERÊNCIA – A Uncisal é referência no atendimento a crianças com microcefalia em Alagoas. Por meio do Centro Especializado em Reabilitação (CER), a instituição oferece serviços de fisioterapia, fonoaudiologia e terapia ocupacional a pacientes diagnosticados com a síndrome.



Compartilhe