a Detran/AL realiza mais de 100 ações educativas e de fiscalização durante Maio Amarelo | Jornal de Alagoas

Geral

Detran/AL realiza mais de 100 ações educativas e de fiscalização durante Maio Amarelo


Fonte: Assessoria

07/06/2019 13h58

O Maio Amarelo é um movimento realizado anualmente com o propósito de chamar a atenção de diversos setores da sociedade para o alto índice de acidentes de trânsito. Durante todo o mês, o Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran/AL) realizou, em parceria com instituições de ensino, empresas, e diversos órgãos ligados ao trânsito, ações educativas e de fiscalização em alusão ao movimento por todo o estado.

A campanha promovida pelo órgão executivo de trânsito para o Maio Amarelo 2019 foi o “Manifesto pela Vida”. Ao longo do mês, servidores e colaboradores da autarquia percorreram municípios do estado para reforçar o papel de cada cidadão no trânsito.

Educação para o Trânsito

A equipe de Educação para o Trânsito do Detran/AL promoveu 34 ações educativas ao longo do mês de maio. Em parceria com instituições vinculadas ao trânsito, o setor realizou atividades em diversos bairros de Maceió, além de alcançar também as cidades de Arapiraca, Rio Largo, São Miguel dos Campos e Penedo. Motoristas de transporte público e escolas, profissionais e estudantes da área de direito, alunos do ensino fundamental e médio, e sociedade civil em geral foram contemplados com as ações.

O chefe de educação para o trânsito da autarquia, Antonio Monteiro, destacou a mobilização conjunta de todas as esferas públicas para a promoção da campanha. “Tivemos estudantes, prefeituras, ações com diversas entidades públicas e privadas. Conseguimos juntar forças, e diversas ações foram realizadas em muitos municípios do estado”, diz.

Lei Seca Presente

A equipe da operação Lei Seca, política pública coordenada pelo Detran/AL, também atuou fortemente durante o mês de maio. Ao todo, foram 38 ações educativas, que alcançaram 4.230 alagoanos, e 20 fiscalizações foram realizadas pelos integrantes da operação.

As palestras educativas denominadas “Trânsito Seguro e Sem Álcool: Uma responsabilidade de todos” foram ministradas pelo coordenador da operação Lei Seca em Alagoas e presidente do Fórum Permanente das Operações Lei Seca no Brasil, tenente Emanuel Costa. Os participantes conheceram a atuação da Lei Seca nos últimos anos, tiraram dúvidas sobre a durabilidade do álcool no organismo, e receberam dicas e orientações para um trânsito mais seguro.

Os números relacionados à fiscalização também são positivos. Durante o mês, 3.757 veículos foram abordados, e 5.224 testes de alcoolemia realizados. Houve um significativo acréscimo no comparativo com 2018, quando 2.113 veículos foram abordados, e 2.223 testes realizados. No mesmo período, o número de prisões em flagrante também caiu. No ano anterior, 14 cidadãos foram presos por embriaguez ao volante, número que caiu para sete em 2019, uma redução de 50%.

Além disso, as 20 ações de fiscalização resultaram em 624 Autos de Infração de Trânsito (AIT) lavrados, 45 recolhimentos da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), 31 recusas ao teste do bafômetro e 123 pessoas inabilitadas foram abordadas conduzindo veículo e retiradas de circulação.

De acordo com Emanuel Costa, o trabalho desenvolvido pela Lei Seca durante o movimento Maio Amarelo foi recompensador e gratificante. “Levamos a mensagem das atitudes corretas para várias famílias, e eu tenho certeza que durante esse mês mudamos muitos comportamentos inadequados. A nossa proposta é evitar que as pessoas insistam nessa prática, e com isso, reduzir acidentes e preservar vidas, que é o ponto principal”, afirma.

Plano de Segurança Viária para Motociclistas

Implantado em 2016, o Plano de Segurança Viária para Motociclistas (PSVM) completou três anos em maio. O plano foi criado pelo Detran/AL com o propósito de analisar os índices de acidentes envolvendo motociclistas, e desenvolver ações que impactem na redução desses números, proporcionando um trânsito mais seguro para os alagoanos.

O PSVM realizou 16 ações em empresas, e zona rural e urbana de Arapiraca.  Também ocorreram oito atividades em instituições de ensino através do PSVM Escolas, totalizando um público de 5.332 participantes. O plano também foi expandido para os municípios de Rio Largo, São Miguel dos Campos, São Sebastião, Palmeira dos índios, Delmiro Gouveia, Santana do Ipanema, Estrela de Alagoas, e Campo Alegre.

Para a analista de trânsito da autarquia e coordenadora do PSVM, Edira Soares, o movimento Maio Amarelo em 2019 foi muito positivo para o andamento das ações. “Alcançamos um público muito significativo na cidade de Arapiraca e regiões circunvizinhas. Isso é o resultado do esforço conjunto de cooperação entre as instituições, entre elas a SMTT Arapiraca, a Secretaria Municipal de Saúde, e 5° Gerência de Educação”, finaliza.



Compartilhe