a Pesquisa aponta 47,3% dos usuários dos serviços da Casal estão insatisfeitos | Jornal de Alagoas

Geral

Pesquisa aponta 47,3% dos usuários dos serviços da Casal estão insatisfeitos


Graciele oliveira
Fonte: Da redação

12/06/2019 14h39

 

O deputado Davi Maia apresentou durante uma sessão ordinária nessa terça-feira (11) uma pesquisa feita  pelo instituto Datasensus, em Maceió, com 1201 pessoas, entre os dias 2 e 3 de Maio de 2019, para saber o que os alagoanos pensam sobre os serviços oferecidos pela Casal.

Na última sexta (07), a ARSAL - Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas, publicou no Diário Oficial o aumento da tarifa mínima em 6,22%, no consumo da água, fornecida pela CASAL.

O valor da taxa da tarifa mínima para uma residência com quatro pessoas que consome 10 metros cúbicos mês, passa de R$ 46,80 para R$ 49,71.


Segundo a pesquisa do deputado, se a Casal mantiver essa média de aumentos ao consumidor, em 15 anos, a conta de água vai subir 198%, enquanto o salário minímo subirá 99%.

"Vale lembrar, que a Casal investe, em saneamento básico, apenas 1/3 do investimento médio feito no país. E cobra uma das tarifas mais caras do Brasil. Outro dado alarmante é que AL perde 45% da sua água tratada", registrou em sua conta no instagram. 

A pesquisa apontou 56,5%,03% dos usuários achou caro o preço cobrado, 33,5% responderam como sendo justo e 3,9% como barato. Foram avaliados itens como: satisfação em relação aos consumidores de esgoto da Casal. O índice de aprovação dos consumidores neste item foi de 7,7%. Consideraram regular 9,7%, avaliaram como ruim ou péssimo 42,8.  A avaliação geral dos serviços oferecidos da Casal foi 47,3% ruim ou péssimo,12,3% foi regular e 11,2% péssimo.

 



Compartilhe