a Arapiraca realiza ação de conscientização e combate à violência contra a pessoa idosa | Jornal de Alagoas

Geral

Arapiraca realiza ação de conscientização e combate à violência contra a pessoa idosa


Fonte: Ascom Arapiraca

18/06/2019 10h44

“Envelhecer com respeito: um direito de todos” foi o tema levado à população de Arapiraca, nesta segunda-feira (17), no centro da cidade, em evento promovido em alusão ao Dia Internacional de Conscientização e Combate à Violência contra a Pessoa Idosa, comemorado em todo o mundo, no último sábado, dia 15 de junho.

A praça Luiz Pereira Lima foi palco de evento realizado pela Prefeitura de Arapiraca, através de ação conjunta das secretarias de Saúde, Desenvolvimento Social e a de Cultura, Lazer e Juventude, em parceria com a Comissão do Idoso da Subseção Arapiraca da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Com o objetivo de abordar medidas para prevenir e identificar situações de violência, negligência e abuso contra os idosos, o evento foi organizado em tendas, onde as equipes realizaram panfletagem educativa e orientações à população.

Programação

Aferição de pressão arterial, glicemia e teste rápido de HIV e Sífilis também foram serviços ofertados gratuitamente pela coordenação de Promoção da Saúde e  Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA). Além de orientações sobre o uso caderneta da pessoa idosa.

 

A temática também ganhou espaço, durante a programação do Projeto Cultura na Praça, que acontece todas às segunda-feiras, conduzido pelo mestre Afrísio Acácio, que leva cultura popular ao público presente.

Para o aposentado Veridiano Bispo, 69, que estava acompanhado da sua esposa Eliene Ferreira, 44, ouvir as informações é importante para entender melhor sobre o assunto. “A gente sempre escuta falar de violência contra idoso, mas pelas explicações dos profissionais, a gente entende que não é somente a física. E nós vamos identificando muitos outros casos, bem perto da gente”, declarou.

Índices da violência contra a pessoa idosa

De acordo com dados fornecidos pelo Disque  100 (Disque Direitos Humanos), serviço oferecido pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), em 2018 foram registradas 37.454 denúncias de violações contra a pessoa idosa. Ainda segundo o relatório, os números representam um aumento de 13% em relação ao ano anterior.


Lívia Nicácio, técnica de Referência Estratégica Amigo da Pessoa Idosa

“Os índices assustam e são indicadores da necessidade de uma atenção especial direcionada às pessoas idosas. Por isso o Município tem se empenhado em efetivar ações que visem a proteção dos direitos desse público”, declarou Lívia Nicácio, assistente social e técnica de Referência Estratégica Amigo da Pessoa Idosa.

A técnica ainda justifica a preocupação com os índices, quando apresenta os números deste ano, em Alagoas. “Entre janeiro e abril foram notificados 14 homicídios de pessoas idosas. E desse total, 8 casos de Arapiraca”, completou.



Compartilhe