Inovação

Comissão da Câmara Federal recomenda modelo da Rede Acolhe para todos os estados brasileiros


Fonte: Agência Alagoas

23/09/2017 22h52

A Rede Acolhe da Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) deu mais um passo para se tornar a maior referência em acolhimento e recuperação de dependentes químicos no Brasil. É que a comissão externa de Políticas sobre Drogas da Câmara Federal irá recomendar que a metodologia desenvolvida em Alagoas seja implantada em todos os estados brasileiros. O objetivo da comissão, segundo a deputada federal pelo Maranhão, Eliziane Gama, que coordena os trabalhos do grupo, é apresentar soluções no que tange ao tratamento da dependência química e à redução do consumo de drogas por jovens no Brasil. “Alagoas traz uma luz sobre essa questão, pois conseguiu tratar a política como uma ação organizada, como uma rede, que é o que falta em todo o país”, enfatizou a deputada Eliziane Gama. Para o deputado federal por Minas Gerais, Eros Biondini, que já visitou diversos estados em busca de conhecer as mais variadas políticas sobre drogas no país, o projeto desenvolvido em Alagoas é o mais bem estruturado. “Se o Brasil simplesmente copiasse o modelo de Alagoas nós já teríamos a grande solução para a prevenção, acolhimento e reinserção dos nossos jovens que passam pelos problemas das drogas”, disse Eros Biondini. Eros Biondini é o deputado relator da Comissão Externa e, durante sua visita às comunidades acolhedoras de Alagoas, enfatizou que em seu relatório irá constar uma recomendação para que todos os outros estados sigam o modelo e a metodologia da Rede Acolhe. A visita técnica contou ainda com a presença dos deputados federais, Givaldo Carimbão (AL) e Pastor Eurico (PE), e dos deputados estaduais de Sergipe, Maria Mendonça, Augusto Bezerra, Adelson Filho e Antônio dos Santos. O encontro contou também com a participação do deputado estadual de Alagoas, Carimbão Júnior, e do juiz do Maranhão, Júlio Prazeres.



Compartilhe