Inovação

Plataforma Economiza Alagoas ganha mais adeptos no Estado


Fonte: Agência Alagoas

07/10/2017 14h10

Já se foi o tempo que para comparar preços e serviços era preciso andar de loja em loja ou ligar para perguntar os valores. Hoje em dia é inegável que a web oferece diferentes possibilidades de busca. E, uma iniciativa pioneira no Nordeste que procura atender a essa demanda tem caído no gosto dos alagoanos. Trata-se do site Economiza Alagoas, que disponibiliza os preços de milhares de produtos comercializados nas lojas físicas.

Lançado há pouco mais de um mês, durante a Hackathon Insano – 72 Horas, promovida pela Secretaria de Estado da Fazendas (Sefaz/AL), o sistema possibilita ao internauta realizar a busca de valores de qualquer item por meio do código de barra ou por descrição.

De agosto até o momento, o Economiza Alagoas já contabilizou, aproximadamente, 30 mil acessos, contando exatamente com 11.500 mil consumidores diferentes e adesão de 2.800 estabelecimentos comerciais. Os dados são da Gerência de Tecnologia da Fazenda de Alagoas.

“Esses números mostram como a ferramenta tem ajudado os consumidores a pesquisar e a encontrar o melhor preço. É um mecanismo de busca eficiente”, avalia o líder do projeto, Eduardo Barbosa. A ferramenta abrange todos os municípios do Estado e o sistema é alimentado pelas informações fornecidas pela Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e).

A administradora de empresas, Audineide Carvalho, conheceu o Economiza Alagoas por indicação da filha, e o utiliza principalmente para comparar o valor de alimentos, bebidas, remédios e produtos de beleza, entre outros itens.

“Estamos acostumados a comprar nos estabelecimentos mais próximos de nossas residências por comodidade, mas isso pode sair bem mais caro. Ás vezes, compensa a gente se deslocar para outra região”, revela Audineide, acrescentando que apesar de morar no bairro na parte alta já se deslocou até a parte baixa da capital, após identificar uma oferta mais em conta.

“A boneca em um estabelecimento localizado no bairro Tabuleiro dos Martins custaria R$ 170, enquanto em um shopping na Jatiúca saiu por R$ 99. Graças à pesquisa, economizei mais de 50%”, contabiliza administradora de empresas.

O site também foi bastante útil para o contador Antonio Barros planejar sua festa de aniversário. “A depender da localidade é gritante a diferença de preço entre um estabelecimento e outro”, afirma o contador, que poupou cerca de R$ 500 na compra de cervejas para o evento. “Como eu estava comprando em grande quantidade, consegui achar um lugar no qual economizei um valor alto”, finaliza.

 

Solução ao alcance da mão

 

Diferentemente de Antonio, que utilizou o Economiza Alagoas para comprar produtos em grande quantidade, o estudante de mestrado em Economia, Arnóbio Cavalcanti, consulta o valor de itens de uso diário.

“É uma ferramenta bastante inovadora, que ajuda a população no dia a dia, mas acho que seria interessante lançar o um app para que a solução ficasse ao alcance das mãos”, opina.

A sugestão de Arnóbio já foi executada pela equipe Crimeia durante o Hackathon Insano e deve estar disponível para IOS e Android a partir deste mês.

“Estamos trabalhando para que o aplicativo seja lançado em breve, no entanto o nosso site já é responsivo, ou seja ele é adaptado para os diferentes dispositivos como smartphones e tablets”, explica Eduardo.

Além dessa característica, a ferramenta passou no último mês por melhorias que a tornam mais rápida e dinâmica. Agora, quando a consulta é feita por códigos de barra é indicado os três menores preços do item de desejo.

“Estamos empenhados também para criar uma consulta mais especifica de item de maior procura do consumidor e ampliaremos o prazo de pesquisa de três dias para quinze dias”, projeta o chefe do projeto.

Para ter acesso à plataforma basta acessar o endereço http://nfce.sefaz.al.gov.br/economizaalagoas.htm



Compartilhe