Interior

Arsal fiscaliza água distribuída aos usuários na Barra de São Miguel


Fonte: Agência Alagoas

13/12/2017 15h25

Para conferir a solução de algumas não conformidades apontadas em fiscalizações anteriores, técnicos da Gerência de Saneamento da Agência Reguladora de Serviços Públicos de Alagoas (Arsal) estiveram na Barra de São Miguel na terça-feira (120, para uma vistoria na Estação de Tratamento de Água (ETA) e nos reservatórios, na captação no manancial do rio Niquim e no escritório da Companhia de Saneamento (Casal), no Centro da cidade.

Segundo o relatório elaborado pelos técnicos, a maioria das não conformidades foi solucionada, restando algumas de menor gravidade, que serão apontadas em novo documento encaminhado à permissionária.
 
A equipe da Agência Reguladora também analisou a água distribuída aos usuários do município, um dos principais pontos de veraneio do Estado, coletando uma amostra na torneira de uma residência escolhida aleatoriamente. A análise constatou que o líquido está dentro dos padrões descritospela própria Casal e estabelecidos pela Arsal.

Nesta quinta-feira (14), os técnicos seguem para Arapiraca, onde realizam mais uma fiscalização de rotina na Estação de Tratamento de Água e no laboratório de análise da região.
 
Em Alagoas, o saneamento básico é regulado em 35 municípios: Arapiraca, Craíbas, Lagoa da Canoa, Olho D’Água Grande, Igaci, São Brás, Feira Grande, Girau do Ponciano, Coité do Noia, Campo Grande, Ouro Branco, Santana do Ipanema, Poço das Trincheiras, Senador Rui Palmeira, São José da Tapera, Cacimbinhas, Monteirópolis, Olivença, Maravilha, Carneiros, Estrela de Alagoas, Jacaré dos Homens, Batalha, Piranhas, Pariconha, Olho D’Água do Casado, Inhapi, Delmiro Gouveia, Campestre, Messias, Santa Luzia do Norte, Barra de São Miguel, Palmeira dos Índios e Japaratinga.
 
Para informações ou registro de demandas, os usuários do Sistema de Saneamento Básico dos municípios regulados devem procurar primeiramente a Casal, acionando a Arsal caso não tenha a demanda atendida a contento, por meio do telefone 0800 284-0429 ou pelo site www.arsal.al.gov.br.



Compartilhe