Interior

É realizada campanha de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes


Fonte: AMA - Associação dos Municípios Alagoanos

10/05/2018 16h38

Dia 18 de maio é marcado como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e a Secretaria Municipal do Trabalho Assistência Social (SEMTAS), por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) Flor de Mandacaru, junto com os Centros de Referência Velho Chico e Terra do Sol, o Conselho Tutelar com o apoio da Secretaria Municipal de Educação (SEMED) vem realizando desde o início deste mês campanhas visando a prevenção e o combate a esse crime na cidade.

As primeiras ações foram palestra nas escolas municipais Monsenhor Lira, na Lagoa de Pedra e Jaime de Altavila, no entrocamento de acesso àquele povoado. Segundo uma das coordenadoras da campanha, Joézia Oliveira, todas as unidades de ensino, municipal, estadual e privada receberão as visitas dos técnicos. “Realizamos gincanas, palestras sobre vínculos familiares, os sinais de violência, o trabalho do Conselho Tutelar, os direitos e deveres das crianças e adolescentes e a apresentação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)”.

Outras atividades, como gincanas acerca do tema, peças teatrais temáticas, paródias e uma seção de filme, chamada cine-creas, que vai apresentar o filme O Silêncio de Lara, estão na programação da campanha.

Como prevenir o abuso infantil

Segundo a coordenadora, o assunto é delicado e precisa de bastante atenção por parte dos responsáveis do menor. “É complicado, os pais devem ficar atento pois em muitos desses casos o autor do crime é pessoa da família ou pessoa bem próxima. Os pais devem observar as mudanças de comportamento. Os professores também contribuem muito. Trabalhamos no sentido de estimular a denúncia”, disse.

O número para denúncia é o 100. Mas qualquer pessoa, inclusive de forma anônima, pode denunciar casos desse tipo diretamente nos CRAS, no CREAS nas Unidades de Saúde, no Conselho Escolar, que haverá uma pessoa responsável por averiguar o caso e tomar as providências cabíveis junto ao setor de Saúde e o Ministério Público.

No dia 18 de maio, dia D, as equipes farão uma blitz informativa, com cartazes e distribuição de panfletos informativos.



Compartilhe