Interior

Arapiraca realiza dia D da vacinação contra a gripe neste sábado (12)


Fonte: AMA - Associação dos Municípios Alagoanos

11/05/2018 13h29

Neste sábado (12), o Ministério da Saúde promove o Dia D de Vacinação contra a gripe em todo o País. Em Arapiraca, um mutirão está sendo organizado nas unidades de saúde para imunizar o público-alvo preconizado pelo Governo Federal, no horário das 8h às 17h.

Com o slogan “Entre para o time da saúde. Vacine-se contra a gripe e fique protegido”, a 20º Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza,que teve início no dia 23 de abril e segue até 1º de junho, intensifica a ação neste sábado, com a proposta de mobilizar a população para a importância da imunização antes da chegada do período de maior circulação dos vírus.

“O vírus influenza é uma infecção viral aguda do sistema respiratório. A vacina, que é anual, é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos” destaca Adriana Duarte, coordenadora Municipal do Programa de Imunização.

Ela explica que composição da vacina deste ano é diferente. Por isso, quem tomou a dose antes da campanha, deve repetir agora, desde que já tenha completado um intervalo de 30 dias. “A vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe, de acordo com determinação da OMS: A/H1N1, A/H3N2 e influenza B)”, completou.

Postos de Vacinação

Para receber a dose da vacina neste sábado (12), o público-alvo deve comparecer a uma dessas unidades de saúde do município: Baixão, Manoel Teles, Cacimbas, Primavera, João Paulo, Verdes Campos, Cavaco, Zélia Barbosa, Canaã, Nossa Senhora Aparecida, Bom Sucesso, Cohab Nova, Teotônio Vilela, Arnon de Melo, Daniel Houly, Canafístula, Riacho Seco, Boa Vista, Batingas e os Centros de Saúde (1º, 2º, 3º, 4º e 5º).

Público-alvo

Obedecendo à orientação do MS, a Secretaria Municipal de Saúde realiza a imunização dos grupos prioritários, que são: pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses aos menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional.

Também serão imunizados os portadores de doenças crônicas  e outras condições clínicas especiais. Este público deve apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.



Compartilhe