Justiça

Acusado de matar e ocultar cadáver em Marechal Deodoro é condenado a 26 anos de reclusão


Fonte: TJ/AL

09/11/2017 15h13

  O Conselho de Sentença da 2ª Vara de Marechal Deodoro condenou Cristiano Messias Gomes da Silva a 26 anos e 6 meses de reclusão, em regime inicialmente fechado, acusado de matar e esconder o corpo de Alexandre Dias de Oliveira em um guarda-roupa, em agosto de 2015. O julgamento foi conduzido pela juíza Luciana Josué Raposo Lima Dias, na manhã da quarta-feira (8), no Fórum da Comarca.

    De acordo com a denúncia do Ministério Público (MP/AL), Cristiano estava em sua casa, no povoado de Massagueira, bebendo na companhia da vítima. Em determinado momento, o réu teria se insinuado para Alexandre e tentado abraçá-lo.

    A vítima reagiu e os dois começaram a brigar. Ainda segundo o MP/AL, Cristiano agrediu e asfixiou Alexandre, matando-o. Logo depois, escondeu o corpo dentro de um guarda-roupa. O cadáver foi encontrado posteriormente, coberto por um lençol. Em depoimento, o réu confessou o crime.

    Cristiano Messias foi pronunciado em junho deste ano e condenado por homicídio triplamente qualificado (motivo fútil, meio cruel e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima), além de ocultação de cadáver.

    O julgamento integra a programação do Mês Nacional do Júri, promovido anualmente pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Em Alagoas, 133 processos devem ser julgados durante a ação.

Matéria referente ao processo nº 0700993-90.2015.8.02.0051



Compartilhe