Justiça

SSP dá detalhes da prisão de 12 suspeitos de homicídios em Maceió


Fonte: Agência Alagoas

06/12/2017 07h53

Depois de um trabalho investigativo, a Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) apresentou, nesta terça-feira (5), os talhes da prisão de doze suspeitos de homicídios e outros crimes em Maceió. A apresentação se deu durante coletiva de imprensa realizada na Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

O coordenador da DHC, delegado Fábio Costa, explicou que nove pessoas foram presas por envolvimento com homicídios ocorridos na capital e outras três pessoas por tráfico de drogas. Um dos presos já cumpria pena no sistema prisional e foi alvo de novo mandado de prisão por ter matado uma pessoa na Grota do Rafael, em 2012.

“O que chama a atenção na maioria das prisões é a motivação para o crime, que acaba sendo o tráfico de drogas. Tanto vítimas quanto autores tinham envolvimento com drogas e isso acabou levando às mortes, mas nosso trabalho mostra que investigamos e prendemos os criminosos, independente da situação”, disse.

Segundo o delegado, foi preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva Naelson Tavares da Silva, conhecido como “Pimpolho”, de 21 anos. Ele é suspeito de ter assassinado Samuel Ernesto Silva dos Prazeres, em maio deste ano, crime praticado em parceria com Luan Gabriel Aureliano da Silva, o “Catatau”, de 20 anos.

Também foi preso Ronald Cardoso dos Santos, de 28 anos, e Diego Almeida do Nascimento, conhecido como “Galeguinho”, de 23 anos. Diego é acusado de cometer um duplo homicídio no bairro Cidade Universitária, no dia 6 de julho deste ano, em virtude de disputa pelo tráfico de drogas na região.

Lucas dos Santos Monteiro, o “Luquinhas”, de 23 anos, já se encontrava preso quando foi alvo de novo mandado de prisão. Desta vez, pela morte de Adriano Almeida dos Santos, crime ocorrido em março de 2012, na Grota do Rafael, no bairro da Mangabeiras.

O delegado Bruno Emílio apresentou o resultado das investigações realizadas nas últimas semanas, que culminaram com a prisão de oito pessoas no bairro do Benedito Bentes.

Foram presos Anderson José dos Santos, o “Andinho”, de 25 anos; André Maurício Costa Júnior, o “André Risada”, de 21 anos; Danilo Silva dos Santos, conhecido como “Estilo”, de 22 anos, além das apreensões de dois adolescentes, de 16 e 17 anos, respectivamente. Todos eles são investigados por participação em homicídios na região.

Também foram presos em flagrante pela DHC no dia 29 de novembro Carlos Mariano da Silva, Ana Carolina Mariano e Weverton Francisco, o “Poca Viatura”. Com eles foram apreendidos 300 gramas de maconha e 18 gramas de cocaína.

A delegada Ana Luíza Nogueira, gerente de Polícia Judiciária da Região Metropolitana, parabenizou o trabalho realizado pelas equipes policiais, afirmando que a resolução dos crimes de homicídio nem sempre são fáceis de desvendar, mas que as equipes da Delegacia de Homicídios têm conseguido apresentar um bom resultado.

“A Polícia Civil vem trabalhando diuturnamente para elucidar crimes e também os homicídios e essa coletiva demonstra as ações que vem sendo realizadas”, disse.

O secretário executivo de Políticas da SSP, Manoel Acácio Júnior, falou da importância das investigações e das operações realizadas pelas Polícias Civil e Militar, que além de homicídios também combatem crimes como o tráfico de drogas.

“Hoje estamos aqui prestando contas à sociedade alagoana e apresentando o trabalho de investigação realizado pela Delegacia de Homicídios nos últimos dias, que resultou na prisão de mais 12 envolvidos com crimes na capital”, completou.



Compartilhe