Justiça

Acusado de matar cunhada com facão deve ir a júri popular


Fonte: Dicom TJ/AL

19/02/2018 09h00

O réu Paulo Amaro dos Santos, acusado de matar a cunhada com um facão enquanto ela dormia, será levado a júri popular. A decisão de pronúncia, publicada no Diário da Justiça Eletrônico (DJE) da última sexta-feira (16), é do juiz John Silas da Silva, da 8ª Vara Criminal de Maceió. A data do julgamento ainda será definida. 

De acordo com a denúncia do Ministério Público, no dia 17 de abril de 2016, o acusado estava bebendo com a vítima e com o esposo dela, José Amaro dos Santos, que é irmão do réu. Depois que o casal foi dormir, Paulo Amaro continuou ingerindo bebida alcoólica. Por volta das 3h da madrugada, ele foi até o quarto em que o casal estava e golpeou a cunhada no pescoço e no pulso com um facão. A vítima não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Segundo o depoimento de José Amaro, a esposa tinha lhe confidenciado que Paulo Amaro tinha interesse nela, mas o irmão do réu alegou que nunca presenciou nenhuma situação que demonstrasse isso. Em seu interrogatório, Paulo Amaro dos Santos negou as acusações.

Para o juiz John Silas da Silva, “emergem dos autos indícios suficientes de que o denunciado Paulo Amaro dos Santos praticou o delito”, razão pela qual ele pronunciou o réu por homicídio duplamente qualificadora (motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima).



Compartilhe