Justiça

Polícia vai investigar quem divulgou vídeos com ofensas a Marielle


Fonte: Notícias ao Minuto

24/03/2018 10h27

A Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) do Rio vai investigar quem publicou vídeos caluniosos e ofensivos sobre a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Pedro Gomes, mortos baleados no último dia 14 na Região Central do Rio. As informações foram divulgadas no Jornal Nacional.

A juíza Marcia Correia Hollanda, da 47ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, determinou nesta quinta-feira (22) que fossem retirados 16 vídeos com notícias falsas sobre a vereadora fossem excluídos do Youtube. O conteúdo foi considerado ofensivo à honra e à memória de Marielle.

O Google tem até 72h para cumprir a ordem. Caso não cumpra a determinação, a empresa poderá ter de pagar multa diária de $ 1 mil.

Segundo o G1, o processo foi aberto a pedido da irmã da vereadora, Anielle Silva dos Reis Barboza, e da companheira de Marielle, Mônica Tereza Azeredo Benício.



Compartilhe