Justiça

Sem garantia de segurança, TJ cancela ação social no Jacintinho



12/04/2018 20h04

Em nota, o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL) anunciou, nesta quinta-feira,12, a tarde, o cancelamento de uma ação social que seria realizada no bairro do Jacintinho, em Maceió, neste final de semana. A suspensão se deu em função do eventual aquartelamento de policiais militares, que está prevista para começar na noite desta sexta-feira, 13.

O aquartelamento foi decidido em assembleia realizada por oficiais e soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, realizada nessa quarta-feira. As negociações com o governo do estado continuam.

A suspensão, efetivamente, aconteceu em função da falta de garantia de policiamento, explica a nota distribuída pela assessoria de comunicação do TJ-AL.

Leia a nota:

O Justiça nos Bairros, que estava previsto para ocorrer nesta sexta (13) e sábado (14), na Casa de Direitos, no Jacintinho, foi cancelado pelo Tribunal de Justiça de Alagoas, devido ao risco de aquartelamento de policiais militares e bombeiros.

“A PM não garantiu policiamento para o evento. Estamos tristes, porque seria algo grande, com a emissão de documentos, resolução de ações cíveis e casamento coletivo, mas não podemos arriscar a integridade física das pessoas”, explicou o juiz José Miranda Santos Júnior, subcoordenador da Justiça Itinerante. A nova data do evento será posteriormente definida”.

O "Justiça nos Bairros" estava previsto seria iniciado nesta sexta, na Casa de Direitos, mas acabou cancelado em razão da mobilização da categoria, que cobra do Governo do Estado um realinhamento salarial em favor dos oficiais militares.



Compartilhe