Justiça

Principal testemunha do assassinato do amigo é vítima de queima de arquivo em Maceió


Fonte: Redação com TNH1

21/06/2018 13h23

O adolescente Allex de Souza, de 17 anos, considerado principal testemunha do assassinato do jovem, Davi Trindade Sifrônio, de 18 anos, no Salvador Lyra, foi morto na manhã dessa quarta-feira (20). 

Segundo as primeiras informações sobre o caso, os militares do 5° batalhão informaram que os dois jovens eram amigos e realizavam programa. 

Em detalhes sobre o crime, Allex havia testemunhado sobre o caso do amigo, onde informou aos policiais que estavam os dois em um bar na madrugada, na baixada do Cleto, quando chegaram dois homens e acertaram um programa com Davi, mas o jovem acabou sendo assassinado a pedradas, sendo encontrado no campo Marituba, no Salvador Lyra.

Algumas horas depois de testemunhar, Allex é assassinado, com dois tiros na cabeça, no também na Santa Lúcia. Sendo realizada uma queima de arquivo. 
A ligação entre os casos será investigada pela A Delegacia de Homicídios realizará uma investigação da ligação entre os casos, partindo da premissa de que o primeiro crime foi um caso de homofobia. 



Compartilhe