Justiça

Acusado de tentar matar agente penitenciário é condenado a 6 anos de reclusão


Fonte: Dicom TJ/AL

04/07/2018 10h10

O Tribunal do Júri da 7ª Vara Criminal da Capital condenou, nesta terça-feira (3), o reeducando Edson dos Santos a seis anos de reclusão por tentar matar o agente penitenciário Armando de Castro Sobrinho, em dezembro de 2016. O reeducando já cumpria pena no sistema prisional devido a outras condenações. 

O julgamento, realizado no Fórum do Barro Duro, foi conduzido pelo juiz Sóstenes Alex Costa de Andrade, titular da unidade.

O crime ocorreu no Presídio de Segurança Máxima, localizado na Cidade Universitária, na Capital. De acordo com a denúncia do Ministério Público, o agente foi surpreendido por um grupo de detentos que começou a agredi-lo. Em determinado momento, o preso Edson dos Santos agarrou a vítima, segurou o seu pescoço com uma “gravata” e encostou um espeto de ferro em sua nuca.

A vítima conseguiu se soltar e, logo em seguida, agentes chegaram ao local e atiraram em Edson. O réu foi pronunciado em setembro de 2017.  



Compartilhe