a Obras na orla lagunar modificam trânsito | Jornal de Alagoas

Municípios

Obras na orla lagunar modificam trânsito


Fonte: Prefeitura de Maceió

29/03/2019 18h00

A partir deste sábado (30), o trânsito na Avenida Senador Rui Palmeira, na Levada, vai mudar. Ficará proibido trafegar pelo trecho que está passando por obras de revitalização da Orla Lagunar e de construção do Residencial Vilas do Mundaú. O tráfego passará a ser mão dupla pelo outro lado da pista.

De acordo com o secretário adjunto de Habitação Popular, Anderson Alencar, as mudanças são necessárias para que a obra possa avançar. “Estamos na fase de execução da fresagem, uma das etapas de implantação do residencial. A mudança no trânsito vai permitir dar fluxo a esta obra para que possamos, no prazo estabelecido no contrato, entregar as unidades habitacionais para essas famílias que tanto pedem e precisam,. e estão em uma situação de extrema precariedade na beira da lagoa”, explica.

A sinalização horizontal indicando o tráfego de mão dupla ao longo da Avenida Senador Rui Palmeira está sendo realizada pela equipe de Obras Viárias da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT). Faixas estão sendo pintadas para orientar os condutores e pedestres que transitarem pela região.

Placas de trânsito e faixas informando sobre a mudança de sentido da Avenida Senador Rui Palmeira também serão instaladas no local para proporcionar maior segurança viária à população.

“Essa é uma obra importante, que vai beneficiar milhares de maceioenses. A sinalização foi implantada no local para que o trânsito na Avenida Senador Rui Palmeira passe a ser mão dupla. Desta maneira, os trabalhos de urbanização da Orla Lagunar seguirão de forma mais célere, sem que o tráfego de veículos na região seja prejudicado”, destaca Roberto José, assessor técnico de Sinalização Horizontal da SMTT.

Obra

A obra prevê a revitalização e reurbanização da Orla Lagunar de Maceió, com a construção de 1.776 moradias, para atender a população dos assentamentos Sururu de Capote, Mundaú, Muvuca e Torre, que hoje vive em condição subumana e degradante.

Os recursos para a construção das novas unidades habitacionais e recuperação do território são do Programa Minha Casa Minha Vida e foram orçados em R$ 142 milhões. Além da construção de moradia e revitalização da região, está prevista a construção de escola, creche, posto de saúde, área de lazer e saneamento básico, que irá contribuir para a despoluição da laguna Mundaú.



Compartilhe