a Arapiraca recebe Centro de Acesso à Tecnologia para Inclusão Social | Jornal de Alagoas

Municípios

Arapiraca recebe Centro de Acesso à Tecnologia para Inclusão Social


Fonte: Agência Alagoas

05/10/2019 16h39

Possibilitar acessibilidade digital ofertando cursos de informática e o uso da internet de forma gratuita aos dependentes químicos acolhidos e beneficiados pela Rede Acolhe. Este é o objetivo do Centro de Acesso à Tecnologia para Inclusão Social (Catis), entregue à Comunidade Acolhedora Casa Dona Paula pela Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) nesta sexta-feira (4), durante a agenda da 10ª Edição do Governo Presente, em Arapiraca.

No espaço inaugurado estarão disponíveis para os dependentes químicos atendidos pela comunidade acolhedora equipamentos de informática que vão auxiliar na reinserção social e produtiva, reduzindo o índice de recaída ao consumo de álcool e outras drogas.

De acordo com a secretária de Estado de Prevenção à Violência, Esvalda Bittencourt, o equipamento ofertará capacitações para os acolhidos. “Nós contrataremos técnicos para compartilhar conhecimentos e assim facilitar a reinserção do dependente químico no mercado de trabalho”, enfatizou a secretária.

O vice-governador de Alagoas, Luciano Barbosa, enalteceu o trabalho da titular da Seprev, que, segundo ele, não mediu esforços para a conclusão do projeto. “Esvalda, com sua humildade, é o tipo de pessoa que faz, que executa. Fico feliz em vê-la fazendo parte do governo e sei o quanto ela ainda tem a contribuir para o Estado. A inauguração deste espaço é exemplo disso. Não tenho dúvida de que todos irão usufruir deste equipamento de modo responsável, visando uma nova vida”, destacou o vice-governador.

O deputado estadual Ricardo Nezinho ressaltou a parceria da Seprev junto às comunidades acolhedoras. “O trabalho dessas instituições são de extrema importância para salvar vidas. Hoje é um dia para comemorar a inauguração deste espaço, que vem auxiliar na recuperação desses acolhidos”, frisou.

Além da Casa Dona Paula, outras 30 comunidades acolhedoras credenciadas à Rede Acolhe receberam equipamentos para estruturação dos Catis. Ao todo, o projeto recebeu um investimento em torno de R$ 1,3 milhão, por meio de um convênio entre a Seprev e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Os recursos são fruto de emenda parlamentar do ex-deputado federal, Givaldo Carimbão.



Compartilhe