Negócios

67ª Expoagro destaca genética de Alagoas: “centro de criação do País”


Fonte: ASSESSORIA

01/11/2017 13h52

A genética alagoana foi o que mais uma vez impressionou quem veio de fora do Estado e participou da 67ª Exposição Agropecuária de Produtos e Derivados de Alagoas. Na pista de julgamentos, uma disputa acirrada para conseguir consagrar os melhores criadores e criatórios que participaram da Expoagro.

O presidente da Associação dos Criadores de Alagoas (ACA), Domício Silva, afirma que em 2017 a exposição conseguiu bater recorde de participação na pista de julgamento e de expositores de animais no Parque da Pecuária.

“Um dos maiores objetivos da exposição são os julgamentos comparativos, onde são observados os trabalhos feitos de cada criador realizado com o aprimoramento da genética. A qualidade dos animais é sem comparação, para todas as raças que estiveram em julgamento e em exposição. As maiores e melhores pistas de julgamentos estão aqui no Estado”, acredita Domício.

Foram realizados os julgamentos oficias das raças nelore, gir, girolando e dorper, que já estão fazendo parte do ranking de cada associação. Foram avaliados morfologicamente os animais com jurados especializados de cada raça. A raça nelore foi a que bateu recorde de participação nos julgamentos da Expoagro. Foram 200 animais da raça avaliados.

O juiz da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Lourenço Botelho, observou atentamente as características morfológicas e funcionais dos animais. "O nelore é uma raça muito rústica, a principal raça bovina do mundo e a mais numerosa do Brasil. A criação de zebu em Alagoas é muito tradicional. Hoje temos animais considerados expoentes da raça, originários de rebanho alagoano. O estado é hoje um manancial, um dos principais centros de criação de nelore. De Alagoas sai genética para o Sul”, ressalta o juiz.

O Grande Campeão da raça nelore na Expoagro foram os Irmãos Barros Correia, que levaram três representações da raça, cada uma com 15 animais. O IBC ganhou os títulos de Melhor Criador da Exposição em 2017 e de Criador Supremo, que é concedido no somatório das categorias de criador e de expositor.

O criador Celso Barros Correia explica como é feito na fazenda para selecionar os animais que ficam em exposição. “A preparação começa na base do rebanho, onde são trabalhados geneticamente as matrizes, depois seleciona os animais que estão aptos a disputar. Logo após vem a terceira etapa que é o manejo bem feito e adequado: nutrição, sanidade e o treinamento do animal”, conta Celso Barros Correia.

Para o gado leiteiro, foram avaliadas as raças gir e girolando. No Parque, mais de 100 animais girolando participaram da pista de julgamento. O criador Paulo Oiticica, que levou animais da raça gir leiteiro para o Parque da Pecuária, acredita que o grande sucesso das avaliações das raças nos julgamentos da Expoagro se dão pela dedicação no preparo do animal.

“Nós temos feito um trabalho bastante grande e com muita satisfação. Todos nós criadores, antes de tudo, temos que gostar do que fazemos. Nós temos essa disposição e satisfação no preparo dos animais, para que ele consiga se destacar nas pistas", atenta Paulo Oiticica.



Compartilhe