Negócios

RF vai a PE em busca de saída para setor canavieiro de AL


Redação
Fonte: Jornal de Alagoas

12/06/2018 21h50

No final de 2017 o governador de Alagoas participou de reunião com o setor produtivo da cana-de-açúcar de Alagoas na sede da usina Utinga Leão, em Rio Largo. Em pauta, a maior crise que atingiu o setor sucroenergético alagoano em todos os tempos. Após o encontro, Renan Filho anunciou a criação de um grupo de trabalho, com o objetivo de retomar a produção de cana e a competitividade em toda a cadeia produtiva.

O encontro, á época, contou com a participação com representantes dos trabalhadores rurais, fornecedores de cana-de-açúcar e das indústrias. Desde então, o governador Renan Filho tem procurado um modelo que permita o incentivo ao seto, focado principalmente no trabalhador rural e no fornecedores de cana. Com esse objetivo ele já participou de reuniões com consultores, participou de missão técnica em São Paulo e instalou a Câmara Setorial da Cana-de-açúcar.

Nesta quarta-feira, 13, pela manhã, Renan Filho será recebido pelo governador de Pernambuco, Paulo Câmara, secretários de Estado e representantes do setor produtivo pernambucano. O objetivo é conhecer as medidas que o governo de Pernambuco adotou que atenuaram a crise no setor naquele estado.

“Há um pleito do setor produtivo alagoano, da Federação da Agricultura, da Federação das Indústrias e nós vamos em busca de alternativa para aumentar a competitividade do setor sucroalcooleiro no mercado doméstico, dado que Alagoas exporta boa parte da produção, em virtude da baixa competitividade”, disse Renan Filho a um site local.

De acordo com o governador na situação atual, o fornecedor de cana e a indústria tem menos alternativa de venda da produção. “Isso também é ruim para o estado, porque quando ele exporta, em virtude da Lei Kandir, não arrecada nada com impostos”.

Segundo o governador, o sistema de tributação da cana de Pernambuco “é considerado um bom modelo porque permitiu a manutenção das indústrias, dos empregos e isso pode fortalecer Alagoas e ajudar o setor sucroenergético no estado a enfrentar a crise, mantendo os empregos que tem e quem sabe aumentando um pouco”.

Acompanham o governador o presidente da Asplana, Edgar Filho, o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura, Cícero Domingos, os presidentes das federações da Indústria e da Agricultura, José Carlos Lyra e Álvaro Almeida, o presidente do Sindaçúcar-AL, Pedro Robério Nogueira, entre outros representantes dos trabalhadores rurais, fornecedores e do setor industrial.

 

Renan Filho durante reunião com representantes do setor canavieiro em Alagoas
Renan Filho durante reunião com representantes do setor canavieiro em Alagoas


Compartilhe