Negócios

Gasolina cai 36% na refinaria e só 8% em postos de AL


Redação
Fonte: Jornal de Alagoas

03/04/2020 07h15

Mesmo em meio à crise da pandemia do novo coronavírus e a forte queda no consumo de combustíveis – estimada em mais de 50% em todo o Brasil nas últimas duas semanas, a queda de preço da gasolina nas refinarias não está chegando às bombas dos postos de Maceió.

A redução acumulada de preços do combustível nas refinarias, entre os dias 1o de março e 1o de abril deste ano passa dos 36% no valor do combustível entregue no Porto de Maceió.

Em Alagoas, no entanto, a queda no valor do produto só começou a ser repassada para o consumidor a partir desta semana. E ainda assim, em ritmo muito lento. preço nas bombas de Maceió caiu menos de 10% na maioria dos postos pesquisados pela reportagem.

De acordo com levantamento da ANP feito nos postos de combustíveis da capital alagoana, o preço médio da gasolina na semana de 22 a 28 de março era de R$ 4,590 litro, praticamente o mesmo valor da primeira semana do mesmo mês (R$ 4,597).

Um levantamento realizado pelo Jornal de Alagoas em alguns postos de combustíveis de Maceió mostra que a partir do final de semana os preços começaram a ser reduzidos e até esta quinta-feira, 2, a noite, tinham recuado para cerca de R$ 4,08 em locais que costumam comercializar o combustível com valores mais competitivos.

Nos postos pesquisados (veja fotos), nos bairros do Centro, Poço e Mangabeiras a redução média foi de menos de 8%. Há uma semana, nesses mesmos locais, o preço médio era de R$ 4,39.

Redução nas refinarias

No último dia 19 de março, a Petrobras informou uma nova redução no preço dos combustíveis: “A Petrobras informa que reajustou os preços em suas refinarias do óleo diesel em -7,5% e da gasolina em -12%, a partir de hoje. A companhia comunica que também reduziu o preço do GLP em 5%, a partir de hoje. Com isso, no acumulado do ano, a redução de preço de óleo diesel é de 29,1%, de gasolina é de 30,1% e de GLP é de 7,9%”, disse a empresa em comunicado ao mercado.

Os preços do combustível, no entanto, continuaram caindo. A redução no preço da gasolina A - sem mistura de etanol e sem tributos - ETM (Entrega no Tanque de Destino Marítimo) entregue pela Petrobras chegou a 36% se comparado apenas os valores de entrega de 1o de março (R$ 1.620,90) e 1o de abril (R$ 1.021,60) por m3 (equivalente a mil litros).

A queda foi sucessiva nas outras entregas realizadas durante o mês de março nos dias 13 (R$ 1.460,90) 19 (R$ 1.278,90), 25 (R$ 1.078,20) e 28.( R$ 1.021,60) sem repasse para os consumidores.



Compartilhe