Política

MPF denuncia Sérgio Cabral, empresário "Rei Arthur" e mais sete


Fonte: Notícias ao Minuto

10/10/2017 15h32

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB), o ex-secretário de Saúde Sérgio Côrtes, o empresário Arthur Cesar de Menezes Soares Filho (conhecido como Rei Arthur) e mais cinco pessoas no último domingo (8). As informações são do G1.

O executivo "Rei Arthur", que está foragido, é acusado de pagar US$ 10 milhões ao ex-governador para obter benefícios do peemedebista em contratos de sua empresa. Ele também já era acusado de intermediar a compra de votos da Olimpíada do Rio em 2016. De acordo com a procuradoria, o patrimônio passou de R$ 16 milhões em 2006 para R$ 156 milhões em 2007, quando Cabral assumiu o governo do Estado.

Também são acusados Renato Chebar, delator do processo e ex-doleiro de Cabral; o operador financeiro Carlos Miranda; Elaine Pereira Cavalcante, sócia de Rei Arthur; Enrico Vieira Machado e Leonardo Aranha.

Segundo o MPF, as licitações eram direcionadas e empresários beneficiados com contratos bilionários para reverter percentual desses valores, cerca de 5%, a agentes públicos.



Compartilhe