Política

“Nada acontece na política de Alagoas antes de 7 de abril”, diz JC


Fonte: EDIVALDOJUNIOR.COM.BR

11/11/2017 10h55

Sai Téo Vilela, entra Rui Palmeira. A convenção estadual do PSDB, que será realizada neste sábado, com a mudança no comando do partido em Alagoas, não muda nada no quadro político do estado.

Esta, ao menos, é a opinião de João Caldas, um dos mais experientes políticos alagoanos. Pré-candidato ao Senado, JC, avalia todos os “movimentos” realizados agora como acessórios.

“Nada acontece em Alagoas (política, claro) antes de 7 de abril”, aponta.

João Caldas detalha melhor sua avaliação do quadro político: “Se Rui sair da prefeitura, é um quadro. Se não sair, será totalmente diferente. Até lá acontecem muitas coisas”, prevê

Conhecido por sua “habilidade” de falar o que pensa, JC diz que os partidos e grupos políticos de Alagoas vão “acompanhar com interesse” a convenção do PSDB: “amanhã (sábado) vamos ver a composição do PSDB. Se o Rui deixar um Vilela ai dentro (em cargos importantes no diretório), está ameaçado”.

Quanto ao seu partido, o PSB, Caldas aponta que vem surpresas por aí: “teremos candidato ao governo, um nome forte, capaz de vencer a eleição”.

E quem é? “Do jeito que se joga pesado em Alagoas, não se pode nem sonhar com nomes porque no outro dia os caras estão na porta, vão atrás e com argumento não republicanos. Temos nomes e eles serão anunciados na hora certa, para evitar toda essa pressão”, adianta.



Compartilhe