Política

Rui assume PSDB “sem festa”, para não confundir com lançamento de candidatura


Fonte: EDIVALDOJUNIOR.COM.BR

11/11/2017 10h59

Não será neste sábado, 11, que o mistério vai acabar. Quem quiser a confirmação de que Rui Palmeira será candidato ao governo e Téo Vilela ao Senado, terá de esperar mesmo para janeiro de 2018.

Na convenção estadual do PSDB, neste sábado, dia 11, das 9h às 13h, na sede do partido (Rua Íris Alagoense, 889, Farol) nem mesmo discursos estão previstos.

O que se espera, na reunião “que elegerá, como candidato de consenso à presidência do partido em Alagoas, o prefeito de Maceió, Rui Palmeira”, segundo nota distribuída pela assessoria de comunicação do partido, é um evento cartorial.

E tudo, ao gosto do novo presidente. “O prefeito Rui Palmeira pediu que a convenção fosse normal, para evitar qualquer interpretação equivocada ou que seja confundida com o lançamento de candidatura. Será um evento do partido, para renovação do seu diretório”, disse recentemente Tácio Melo.

Mesmo cartorial, o evento será concorrido. O prefeito promete chegar à reunião depois das 10h30. Além dos correligionários, deve ser prestigiado por aliados importantes, a exemplo do senador Benedito de Lira (PP) e do ministro dos Transportes, Maurício Quintella (PR) que já confirmaram presença.

Anote. Pode não ser um lançamento de candidatura, mas será um bom ensaio.

O que muda

O diretório estadual do PSDB terá mudanças além da presidência. Além de Téo Vilela, deixam os cargos o deputado federal Pedro Vilela (vice-presidente) e o secretário geral, Claudionor Araújo. Téo e Pedro, serão vogais, mas tem, um por ser ex-presidente nacional e ou outro por ser deputado federal, vaga cativa nos diretórios estadual e nacional, com direito a voto.

A chapa de consenso tem, além de Rui Palmeira na presidência, a vereadora Tereza Nelma, o prefeito Rogério Teófilo e o ex-secretário Álvaro Machado, como vice-presidentes (nesta ordem) e o ex-prefeito de Capela, Eustaquinho Moreira, na secretaria-geral.



Compartilhe