Política

Brasileiro trabalha pouco? “Temer zomba dos Brasileiros”, diz Renan em vídeo


Edivaldo Júnior
Fonte: www.edivaldojunior.com.br

18/11/2017 08h19

O brasileiro trabalha pouco, ganha muito e se aposenta cedo. Certo? Claro que não. Essa realidade existe sim, mas para poucos – muito poucos. Esse no entanto é o “tom” de uma nova campanha publicitária que o governo federal lançou nesta sexta-feira, 17, para tentar reduzir a rejeição à reforma da Previdência.

A reação foi imediata. Pelas redes sócias, Renan Calheiros diz que Michel Temer “zomba dos brasileiros” com a nova campanha, cujo objetivo, segundo reportagem do UOL é aprovar a reforma no Congresso até o final do ano. O discurso terá como foco o fim dos privilégios entre servidores públicos e funcionários do setor privado.

A mensagem dos vídeos é de que, nas palavras de um dos envolvidos no processo, “tem muita gente no Brasil que trabalha pouco, ganha muito e se aposenta cedo”. Outros pontos principais da reforma, como o aumento da idade mínima para homens e mulheres se aposentarem e a fase de transição, também serão abordados, mas com menos ênfase por serem impopulares.

Leia aqui, a reportagem do UOL, na íntegra: https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2017/11/16/governo-muda-tom-pro-reforma-trabalha-pouco-ganha-muito-se-aposenta-cedo.htm

A reação de Renan Calheiros

Pelas redes sociais, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) criticou a nova campanha publicitária do governo federal.

“Ele (Temer) ele manda fazer uma campanha publicitária ousada, que tem muita gente no Brasil, que trabalha pouco, ganha muito e se aposenta cedo. Isso vindo de alguém que se aposentou aos 55 anos e recebe R$ 45 mil por mês é uma zombaria”, diz o Renan Calheiros em vídeo nas redes sociais.

Veja a fala do senador, na íntegra:

“O Temer não cansa de demonstrar desrespeito aos brasileiros. No momento em que falta trabalho para 26,8 milhões de pessoas e 65% são pretos ou pardos, no momento em que cai o emprego formal com carteira assinada em 4% e cresce pouco o informal, onde o salário some e as pessoas ao invés de receber pagamento vão receber um agrado, ele manda fazer uma campanha publicitária ousada, que tem muita gente no Brasil, que trabalha pouco, ganha muito e se aposenta cedo. Isso vindo de alguém que se aposentou aos 55 anos e recebe R$ 45 mil por mês é uma zombaria”.



Compartilhe