Política

Prisão de Lula pode “atirar” o Brasil numa “insana crise constitucional”


REDAÇÃO
Fonte: www.edivaldojunior.com.br

09/03/2018 09h05

O alerta é Renan Calheiros (MDB/AL). Pelas redes sociais o senador alagoano defendeu que o Supremo Tribunal Federal (STF) exerça o ‘poder moderador’ e resguarde a Constituição.

“Se prenderem o Lula sem trânsito em julgado no Supremo Tribunal Federal, depois da condenação sem prova, não tenham dúvidas: atirarão o país na mais insana e inconcebível crise institucional”, alertou Renan Calheiros.

Para o senador, “nenhuma democracia sobrevive sem Constituição, e sem que um dos poderes assuma a condição de Poder Moderador. O Michel encolheu. A omissão dos chefes do Legislativo encolheu o Congresso Nacional. Não tem jeito”, enfatizou.

Renan ressaltou, ainda, que “Quando na Constituinte criamos o Supremo Tribunal Federal foi para guardar a Constituição, protegê-la, garanti-la, defendê-la. Não para modificá-la! Não cabe ao Supremo Tribunal Federal fazer isso. Falo com a responsabilidade de quem aprovou e promulgou 37 emendas à Constituição, nas quatro vezes em que presidi o Congresso Nacional”.

O senador defende que “o Supremo tem que ser o poder moderador. Tem que exercê-lo! Não pode deixar de exercer esse papel constitucional. Senão, outro exercerá, com prejuízos para a jovem democracia do Brasil, que precisa ser, como disse, protegida, regada, aguada todos os dias como se diz em Alagoas”.

Confira aqui o vídeo em que Renan Calheiros faz a declaração sobre o caso:

http://edivaldojunior.blogsdagazetaweb.com/2018/03/08/prisao-de-lula-pode-atirar-o-brasil-numa-insana-crise-constitucional/



Compartilhe