Política

Rodrigo Cunha pode levar Benedito de Lira a romper com Rui Palmeira


Redação
Fonte: Jornal de Alagoas

10/05/2018 23h17

Vai demorar mais alguns dias para se saber qual o impacto da decisão Rodrigo Cunha (PSDB) no tabuleiro da política alagoana. Mas já dá para se ter uma ideia do que vem pela frente.

Na noite desta quinta-feira, 10, o deputado estadual frustrou o presidente de seu partido ao anunciar que vai disputar o Senado e não o governo, como queria Rui Palmeira.

Além de “facilitar” a campanha de reeleição do governador Renan Filho (MDB), Rodrigo Cunha deixou Rui Palmeira com um “abacaxi” nas mãos – encontrar um nome competitivo para disputar o governo.

Pior. Rui Palmeira terá que descascar outro abacaxi. O rompimento do PP do senador Benedito de Lira como PSDB já é dado como certo após essa decisão.

Isso porque, como se sabe, Biu de Lira trabalhou nos bastidores para evitar que o grupo de Rui Palmeira tivesse outro candidato competitivo ao Senado, o que influenciou de certa forma na decisão do ex-governador Téo Vilela (PSDB) de desistir da disputa ao Senado e culminou na aliança de Maurício Quintella (PR) com o grupo de Renan Filho.

A candidatura de Rodrigo Cunha não será aceita pelo grupo de Benedito de Lira, segundo influente interlocutor que atua no grupo do senador.

Um sinal de que o rompimento com Rui Palmeira e o PSDB passou a ser analisado pelo grupo do senador foi dado nesta quinta-feira a noite. Logo após o anúncio da candidatura de Rodrigo Cunha ao Senado, o deputado federal Arthur Lira, líder do PP na Câmara dos Deputados e filho de Benedito de Lira, procurou o deputado federal JHC e presidente do PSB em Alagoas para avaliar a possibilidade de formação de uma chapa majoritária.



Compartilhe