Política

Renan Filho define mudanças no primeiro escalão do governo


Redação
Fonte: Jornal de Alagoas

02/06/2018 17h37

O governador Renan Filho (MDB) inicia nesta segunda-feira, 4, as mudanças na estrutura do governo com vistas ás eleições deste ano. Até agora as substituições realizadas no governo foram pontuais – por conta da desincompatibilização dos titulares dos cargo. Esse foi o caso de Luciano Barbosa (Educação), Fábio Farias (Casa Civil) e Régis Cavalcante (Ciência e Tecnologia).

As mudanças no primeiro escalão a partir de agora seguem outra lógica. O governador vai mexer na equipe para fortalecer sua base de apoio e a coligação pela qual vai disputar a reeleição. Ou seja, serão movimentos para ampliar a base de apoio.

A primeira mudança, nesse novo cenário, vai contemplar um nome do PT. O partido vai indicar um nome para a Secretaria da Mulher e Direitos Humanos.

Nessa sexta-feira, 1o, Renan Filho conversou demoradamente com a secretária Cláudia Simões e com a suplente de deputado federal Rosinha da Adefal (PTB). O governador explicou que precisa da Pasta para fortalecer sua coligação e, claro, o tempo de TV. O PT é um dos maiores da Câmara Federal e um dos que tem mais tempo de TV para somar na coligação.

Renan Filho agradeceu o trabalho da secretária e de Rosinha da Adefal, que continuará na base do governo.

A “perda” da Secretaria, em parte, é reflexo do movimento político de Rosinha. Ela trocou o Avante pelo PTB, que já tem um nome indicado para outra Secretaria de Estado – a do Trabalho.



Compartilhe