Política

Grupo de Renan Filho não consegue fechar chapa de federal


Redação
Fonte: Jornal de Alagoas

14/07/2018 22h36

O grupo do governador Renan Filho está enfrentando sérias dificuldades para conseguir fechar a chapa de deputado federal. A esta altura já se sabe que a ideia de chapão está praticamente descartada.

Existe até possibilidade de que o grupo de Renan Filho sofra algumas baixas se não conseguir resolver a montagem das chapas de deputado federal, com a acomodação de vários nomes de peso.

A tarefa considerada complexa, até porque existem apenas 12 vagas por chapa para candidatos homens e outras seis para mulheres.

De acordo com informações de bastidores, somente no grupo do governador são pelo menos 15 candidatos homens considerados competitivos.

No cenário atual, o grupo deve se dividir em duas ou três chapas. O problema é saber quem ficará com quem, como explica um interlocutor do Palácio dos Palmares: “a maior dificuldade é fazer uma composição que atenda a todos”, diz.

Hoje existem diferentes possibilidades, mas seja com duas ou três chapas, o grupo de Renan Filho deve eleger 5 deputados federais.

Nos bastidores, duas chapas que estariam sendo formadas no grupo começaram a circular esta semana. Uma chapara reuniria MDB, PR, Avante, PSD, PTB, PRTB, PPS. Entre os nomes da chapa estariam, Isnaldinho, Sérgio Toledo, Carimbão, Marx Beltrão, Gilvan Barros, Nivaldo Albuquerque e Régis Cavalcante.

A outra chapa que vem rodando nos bastidores reuniria PDT, PRB, PT e PODEMOS. Entre os candidatos, Ronaldo Lessa, Paulão, Fernando James, Severino Pessoa, Omar coelho e Álvaro Vasconcelos.

O problema, pelo que se sabe, é que Carimbão não abre mão de ficar na mesma chapa de Ronaldo Lessa e Paulão. A decisão, avisa o interlocutor, pode ficar para a convenção.



Compartilhe