Política

PSL pode provocar reviravolta nas coligações em Alagoas


Redação
Fonte: Jornal de Alagoas

27/07/2018 19h25

O PSL, o “partido de Bolsonaro”, vai realizar convenção estadual no próximo dia 5, assim como a maioria das legendas em Alagoas. Com pré-candidatos já lançados ao governo (Josan Leite) e ao Senado (Flávio moreno), o objetivo é ampliar a coligação, em busca principalmente de mais tempo na TV e no rádio.

“A convenção será dia 5/08. Vamos fechar coligação. Existem 3 opções em andamento, que aumentam nosso tempo de televisão e ampliam as perspectivas de vitória no pleito que se aproxima. Alagoas quer mudanças de verdade. Nós representamos a mudança”, afirmou Flávio Moreno, presidente do PSL em Alagoas ao Gazetaweb.

Entre as possibilidades de aliança estão partidos como o DEM, de Zé Thomaz Nonô e o PHS, de Cícero Almeida. Nos dois casos os partidos fortaleceriam principalmente a chapa de estadual.

A outra conversa, revela Moreno, é com bloco formado pelo PSC, PTC, PSB, PEN, PPL e PSDC.

O presidente do PSL acredita que poderá avançar na composição outros partidos e aposta na força de Bolsonaro para ter um resultado ‘inesperado’ em Alagoas.
“Desde o início dissemos que seremos o fiel da balança nessas eleições. Sairemos com um candidato a Senador, Policial Federal Flávio Moreno e a Governador, Josan Leite. Temos o presidenciável Jair Bolsonaro, melhor pontuado nas pesquisas a nível nacional e com seguidores fiéis na quase totalidade dos municípios do Estado”, afirma.

Na avaliação de Moreno, a chapa de proporcionais em condições de eleger 1 deputado federal e ao menos 2 deputados estaduais. “Estamos trabalhando para garantir a melhor composição por mudanças em Alagoas”.



Compartilhe