Política

Ataque de Rui Palmeira a Renan Calheiros é visto como ato de desespero


Redação
Fonte: GazetaWeb

27/09/2018 10h20

Presidente do PSDB em Alagoas, o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, teve a chance de disputar o governo contra Renan Filho, mas desistiu de ser candidato. Em seguida, o deputado estadual Rodrigo Cunha (PSDB) recusou o convite, pois achou mais fácil disputar o Senado.

Fernando Collor aceitou a missão, desde que a coligação oposicionista demonstrasse união. O que não ocorreu e sem encontrar reciprocidade, o senador do PTC deixou a disputa.

No novo cenário, em que Renan Filho (MDB) consolidou seu favoritismo à reeleição, o grupo de oposição tenta mostrar força partindo pro ataque contra o senador Renan Calheiros (MDB).

Essa semana, Rui Palmeira surpreendeu ao gravar vídeo considerado “ácido” até mesmo por seus aliados. A resposta foi dada no mesmo tom, pelo senador, através de sua conta no Twiter.

Na avaliação de um influente analista político, o prefeito tem dificuldades em transferir votos para seu principal candidato ao Senado, o senador Benedito de Lira (PP).

A estratégia seria de “bater” para tentar aumentar a rejeição do senador do MDB. Mas, segundo o analista, não deve funcionar: “hoje quem vem crescendo em Maceió é Rodrigo Cunha e Renan Calheiros, segundo vários indicadores, enquanto Biu de Lira tem a maior rejeição, como já foi mostrado na última pesquisa Ibope. Ao endurecer às críticas a Renan Calheiros, o prefeito dificilmente conseguirá aumentar a intenção de votos em Benedito de Lira. Em contrapartida, abre espaço para respostas que podem surtir o efeito contrário ao desejado”, aponta.

Renan Calheiros não quis comentar as críticas de Rui Palmeira, mas sua assessoria classificou a iniciativa do prefeito como “ato de desespero ante a iminente reeleição do senador”.



Compartilhe